Anitta declara voto em Lula e petista responde: “Vamos juntos envolver o Brasil”

 Anitta declara voto em Lula e petista responde: “Vamos juntos envolver o Brasil”

Imagem: Maria Alejandra Cardona / Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) reagiu ao apoio da cantora Anitta à sua pré-candidatura, tornado público nesta segunda-feira (11). “Vamos juntos envolver o Brasil!”, disse o ex-presidente nas redes sociais.

A resposta do petista, compartilhada poucos minutos após a declaração de apoio de Anitta, faz referência a “Envolver”, hit da carioca que se tornou a música mais ouvida do Spotify no mundo.

“Não sou petista e nunca fui. Mas este ano estou com Lula e quem quiser minha ajuda pra fazer ele bombar aqui na internet, TikTok, Twitter, Instagram é só me pedir que estando ao meu alcance e não sendo contra lei eleitoral eu farei”, escreveu Anitta nas redes sociais.

“A partir deste momento eu sou Lulalá [no] primeiro turno. E lutarei por uma novidade na política presidencial brasileira nas próximas eleições”, disse ainda.

A cantora não tinha declarado voto em nenhum outro pré-candidato até então. Nos últimos tempos, porém, ela passou a falar com mais frequência em retomar os símbolos oficiais do país em meio à sua intensa campanha contra o presidente Jair Bolsonaro (PL).

No último mês, durante uma participação no talk show de maior audiência da TV francesa, o Quotidien, ela disse que o presidente “não representa os brasileiros”.

A declaração de apoio a Lula ocorre após um tesoureiro petista ser assassinado por um bolsonarista durante sua festa de aniversário em Foz do Iguaçu, no sábado (9). A decoração do evento tinha o Partido dos Trabalhadores como tema.

Anitta citou o caso lembrando que tinha dito que não apoiaria o ex-presidente em 2022 “por querer algo novo e diferente”, mas que a aposta “extremamente antidemocrática” de seguidores de Jair Bolsonaro não deixa outra escolha.

“Se não houvesse uma morte envolvida neste caso do apoiador de Lula que foi atacado por um bolsonarista eu diria que a burrice dessas pessoas chega a ser engraçada. Mas não. É apavorante”, escreveu a cantora.

Assassinado por um bolsonarista, o militante petista Marcelo Arruda foi enterrado nesta segunda-feira (11) sob aplausos e pedidos de fim do ódio.

Marcelo foi morto pelo policial penal Jorge Guaranho no último sábado (9), após ele invadir sua festa de 50 anos que tinha como temática o PT. O atirador também foi baleado e está internado em estado grave –ele teve a prisão preventiva decretada pela Justiça.

Segundo os relatos à polícia, Guaranho passou de carro em frente ao salão de festas dizendo “aqui é Bolsonaro” e “Lula ladrão”, além de proferir xingamentos. Ele saiu após uma rápida discussão e disse que retornaria.

De acordo com as testemunhas, Arruda então foi ao seu carro e pegou uma arma para se defender.

Guaranho de fato retornou, invadiu o salão de festas e atirou em Arruda. O petista, já ferido no chão, também baleou o bolsonarista. Uma câmera de segurança registrou o crime.

 

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

 

Fonte: Folha de São Paulo

Publicações relacionadas

X