Programa Antitabagismo para Servidores Municipais de Timóteo

 Programa Antitabagismo para Servidores Municipais de Timóteo

(Divulgação/PMT)

Iniciativa visa a melhoria da qualidade de vida, com lançamento marcado para outubro

O hábito de fumar causa inúmeros malefícios à saúde, por isso quando mais cedo a pessoa parar de fumar, menor o risco de adoecer. O tabagismo é considerado pela Organização Mundial de Saúde como a principal causa evitável de morte. Pensando na qualidade de vida dos servidores municipais, a Prefeitura de Timóteo, por meio da Gerência Laboral da Secretaria de Administração e Gestão em parceria com a Secretaria de Saúde e Qualidade de Vida, está desenvolvendo o Programa Antitabagismo para Servidores Municipais.

“O programa tem como objetivo principal promover mais qualidade de vida, eliminando por completo o uso do tabaco dentro do ambiente do trabalho e familiar e da vida social dos servidores”, explica o gerente Cristiano Nunes Freitas, acrescentando que a iniciativa servirá como base em questões como segurança, motivação e desempenho em relações pessoais no ambiente do trabalho. O Programa Antitabagismo será lançado no próximo mês, com a abertura do período de inscrições de 18 a 27 de outubro, a serem realizadas na Gerência Laboral (Medicina e Segurança do Trabalho). As inscrições serão realizadas de forma presencial para o preenchimento do formulário.

O projeto será realizado na Unidade Básica de Saúde do Quitandinha  e terá duração de seis meses. Os servidores municipais serão atendidos por uma equipe multidisciplinar, envolvendo profissionais da saúde e da Gerência Laboral como enfermeiro, psicólogo, médico, nutricionista e educadora física. As atividades serão iniciadas no dia 9 de novembro e prosseguirão até o dia 5 de abril de 2022, com encontros semanais na primeira fase, passando, posteriormente, para quinzenais e, na última fase, mensais.

O programa prevê a implantação de ações para o cuidado da pessoa tabagista, que incluem a avaliação clínica, abordagem terapêutica e disponibilidade de terapia medicamentosa.

 

Qualidade de vida

qualidade de vida melhora muito ao parar de fumar. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA) ligado ao Ministério da Saúde, o reflexo no organismo a partir do instante que o indivíduo para de fumar é: após 20 minutos, a pressão sanguínea e a pulsação voltam ao normal; após 2 horas, não há mais nicotina circulando no sangue; após 8 horas, o nível de oxigênio no sangue se normaliza; após 12 a 24 horas, os pulmões já funcionam melhor; após 2 dias, o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar e já degusta melhor a comida; após 3 semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora; após 1 ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade; e após 10 anos, o risco de sofrer infarto será igual ao das pessoas que nunca fumaram.

 

Dependência

Segundo o IMCA, a nicotina, presente em qualquer derivado do tabaco é considerada droga por possuir propriedades psicoativas, ou seja, ao ser inalada produz alteração no sistema nervoso central, trazendo modificação no estado emocional e comportamental do usuário que pode induzir ao abuso e dependência.  Na verdade quem fuma sofre de dependência química, ou seja, é alguém que ao tentar deixar de fumar, se defronta com grandes desconfortos físicos e psicológicos que trazem sofrimento, e que pode impor a necessidade de várias tentativas até que finalmente consiga abandonar o tabaco.

Entre os prejuízos causados à saúde pelo hábito de fumar, estão a incidência do câncer de pulmão e vários outros cânceres, além de enfisema, infarto do miocárdio, bronquite crônica, sinusite, derrame cerebral e envelhecimento prematuro da pele, que são também causados ou agravados pelo tabagismo.

Publicações relacionadas

X