Saúde de Timóteo discute importância da prevenção ao suicídio

 Saúde de Timóteo discute importância da prevenção ao suicídio

(Divulgação/PMT)

Campanha Setembro Amarelo em 2021 traz o tema “Agir Salvar Vidas”

A Secretaria de Saúde de Timóteo irá abordar funcionários da Secretaria de Obras e do Paço Municipal sobre a campanha Setembro Amarelo pela manhã do dia 10 de Setembro. Na segunda-feira (13/09), às 8h, o tema será lançado pelo Centro de Atenção Psicossocial em conversa com usuários. A campanha discute a importância da prevenção ao suicídio, onde situações de separação, divórcio, luto recente, solidão, desemprego, mudança ou perda recente de trabalho, problemas escolares ou laborais, doença grave ou crônica e dependência de drogas e álcool podem, efetivamente, resultar numa resposta negativa que faz a pessoa pensar em autoextermínio por não conseguir lidar com as pressões do dia a dia.

De acordo com a gerente de Atenção Especializada à Saúde Thamara de Souza Campos Assis, “por meio de uma dinâmica queremos estimular os participantes sobre as situações que podem desencadear pensamentos negativos.  O importante do exercício é mostrar que sempre existe uma opção mais favorável apesar de todas as dificuldades vividas”, completa a gerente.

 

ABP

Pelo oitavo ano consecutivo, a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) promove, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), a campanha Setembro Amarelo, cujo tema em 2021 é “Agir salva vidas”. A ação foi iniciada no Brasil em 2014 e visa a reduzir os índices de suicídio. A iniciativa se estende por todo o mês de setembro, tendo como data principal o dia 10 deste mês, quando se comemora o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

No Brasil, são aproximadamente 13 mil mortes por suicídio por ano. Em geral, no mundo, o número de suicídios caiu mas, nas Américas, a taxa subiu 17%. A Lei 13.819/2019 instituiu a Política Nacional de Prevenção da Automutilação e do Suicídio com o objetivo de prevenir e reduzir esses números. Os casos que envolvem crianças e adolescentes passaram a ser de notificação compulsória, inclusive ao Conselho Tutelar.

Embora não existam dados oficiais que confirmem o aumento do número de suicídios durante a pandemia da covid-19, a ABP vem alertando as autoridades sobre a quarta onda da epidemia, que é a das doenças mentais. A esse respeito, a entidade trabalha com três cenários, que incluem o desenvolvimento de doença mental em quem nunca apresentou sintoma, retorno dos pacientes aos atendimentos psiquiátricos após recidiva de sintomas que já estavam em remissão e agravamento dos quadros psiquiátricos de pessoas em tratamento.

 

Onde procurar ajuda

No município de Timóteo, os usuários podem contar com o atendimento do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) que está localizado à Avenida Jovino Augusto da Silva, nº 348, bairro Bromélias, contatos pelo 3847-4840 ou 3847-7548. Nos finais de semana, feriados e períodos noturnos, procure a UPA 24 horas no bairro Primavera, contatos pelo 3848-7232. Ou ainda há a opção pelo Centro de Valorização da Vida (CVV) pelo telefone 188, onde a pessoa recebe apoio emocional por telefone, e-mail ou chat (https://www.cvv.org.br/).

O CVV trabalha para prevenir o suicídio, atende voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias

Publicações relacionadas

X