Prefeitura de Santana do Paraíso presta assistência a famílias no Industrial após deslizamento de encosta

 Prefeitura de Santana do Paraíso presta assistência a famílias no Industrial após deslizamento de encosta

Após deslizamento de encosta no Industrial, Defesa Civil notificou moradores em área de risco (Reprodução/ Alysson Ari)

Nesta quarta-feira (26) foi constatado o risco de deslizamento no bairro Industrial em Santana de Paraíso. A defesa civil e o corpo de bombeiros foram acionados, e optaram por evacuar a região. O risco é para as pessoas que possuem residência nas ruas Alemanha, Irlanda, José Catarino Pessoa e Letônia. Ao todo, 18 residências foram interditadas.

Equipe da Defesa Civil do Estado chegou nesta segunda a Santana do Paraíso para auxiliar na análise dos impactos.(Reprodução/ ACS/PMSP)

A Defesa Civil Municipal e a Secretaria de Assistência Social de Santana do Paraíso estão acompanhando a situação e auxiliando as famílias desabrigadas. Além disso, uma equipe da Defesa Civil do Estado chegou a Santana do Paraíso na tarde desta quinta-feira (27) para auxiliar o município na análise técnica da área onde houve o deslizamento de terra. Essa avaliação é fundamental para nortear as ações que a Prefeitura irá realizar diante do problema.

Neste primeiro momento, a Escola Municipal João Matias de Oliveira, no Industrial, está sendo utilizada como abrigo e espaço para as famílias guardarem móveis e outros pertences. No local, também está sendo oferecida alimentação para todos os desabrigados. Na tarde desta quinta, apenas uma família permanecia na escola. As demais buscaram abrigo em casas de parentes.

Também nesta quinta, algumas pessoas que tiveram casas interditadas desconsideraram a notificação feita pela Defesa Civil e se negaram a sair de suas residências. A Defesa Civil vai acionar a Polícia Militar e realizar o Boletim de Ocorrência, uma vez que a prioridade é a segurança de todos os moradores do local, conforme ressalta o prefeito Bruno Morato. “É necessário que todas as famílias, cujas casas foram interditadas, deixem suas residências. Vamos prestar assistência a todos os desabrigados. O mais importante é deixar as pessoas livres de qualquer risco”, afirma o prefeito.

Publicações relacionadas

X