Projeto Reabilitar eleva qualidade de vida de pacientes em Santana do Paraíso

 Projeto Reabilitar eleva qualidade de vida de pacientes em Santana do Paraíso

: Atualmente, o Projeto Reabilitar atende no bairro Industrial e no Centro de Santana do Paraíso (Divulgação)

Dores crônicas, dificuldade para se locomover, limitação física e ausência de qualidade de vida. Tudo isso faz parte do passado na vida de pacientes atendidos pelo Projeto Reabilitar, realizado pelo Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB), que tem elevado a qualidade de vida e, logo, a autoestima de centenas de pessoas em Santana do Paraíso.

O Projeto Reabilitar é coordenado pela educadora física Emília Eymard. Os atendimentos ocorrem toda segunda-feira, em dois locais: das 8h30 às 9h30, na quadra Apolinário, no Centro, e das 13h às 16h, na sala de fisioterapia da Estratégia de Saúde da Família (ESF) Azul, no bairro Industrial.

Alguns munícipes atendidos pelo projeto comemoram o fato de superarem dores crônicas. “Eu tenho problema de coluna. Antes, eu não suportava nem subir nem descer escada. Graças a Deus agora estou boa. A Emília tem um carinho muito grande com a gente. O dia em que eu não venho ao projeto, eu sinto falta”, comenta Auxiliadora dos Santos Neves, de 74 anos.

Irene Condé, de 57 anos, também fala sobre a melhoria de seu bem-estar depois que ela começou a ser atendida pelo Projeto Reabilitar. “Minha vida melhorou muito. Antes, eu não conseguia sequer fazer exercício. Hoje, eu consigo fazer até 30 minutos de caminhada por dia. No projeto, eu faço fortalecimento dos ossos. As minhas dores diminuíram muito”, afirma Irene, que começou a frequentar o projeto em razão de problemas no ombro e nos pés.

Realizada com os resultados obtidos à frente do Projeto Reabilitar, Emília Eymard enaltece a estrutura oferecida pela Prefeitura de Santana do Paraíso. “Agradeço ao gerente de Esportes, Gustavo Vidal, por me ceder a quadra Apolinário, e à secretaria de Saúde, que tem oferecido todo o suporte necessário para a realização do projeto”, diz.

Publicações relacionadas

X