Copasa implanta tratamento de esgoto em Santana do Paraíso

 Copasa implanta tratamento de esgoto em Santana do Paraíso

A Copasa atua incessantemente para transformar a vida dos moradores de Santana do Paraíso. Desde o segundo semestre de 2020, a empresa trabalha nas obras de implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES). Os investimentos previstos neste empreendimento são da ordem de R$ 25 milhões.

Segundo o superintendente da Unidade de Negócio Leste (UNLE) da Copasa, Albino Campos, o investimento é um compromisso feito com o município de Santana do Paraíso. “As obras irão melhorar a qualidade de vida da população, contribuindo para a preservação do meio ambiente e para a revitalização dos cursos d’água, tão importantes para o município”, pontua.

De acordo com o prefeito do município, Delegado Bruno Morato, as obras são importantes e muito aguardadas pela população, sendo uma das principais preocupações da gestão atual.

O SES de Santana do Paraíso foi dividido em três bacias ou regiões de contribuição, sendo que na sede municipal a obra foi iniciada em agosto de 2020. Já na bacia do córrego do Garrafa, que engloba os bairros Águas Claras, Cidade Nova, Industrial, Jardim Vitória, entre outros, as obras foram reiniciadas em dezembro de 2020. Já o início das intervenções na localidade de Ipaba do Paraíso está previsto para julho de 2021. O prazo para a conclusão de todas as construções é até dezembro de 2022.

As três novas Estações de Tratamento de Esgotos (ETEs) que serão construídas contribuirão para a despoluição do Córrego Soveno (sede municipal), Córrego do Garrafa e Rio Doce, além da consequente preservação do meio ambiente. O empreendimento contempla ainda a implantação de 10.402 metros de redes coletoras de esgoto, 13.696 metros de interceptores de esgoto (tubulações de maior diâmetro que recebem o esgoto das redes coletoras), seis estações elevatórias de esgoto e 3.941 metros de linhas de recalque (tubulações que transportam o esgoto bombeado).

Benefícios do tratamento de esgoto

O tratamento de esgoto permitirá que Santana do Paraíso receba o ICMS Ecológico, um meio de incentivo aos municípios para a criação de mais áreas de preservação ambiental, além de melhorar a qualidade das áreas já protegidas. Além disso, contribuirá para erradicação de doenças de veiculação hídrica; controle da proliferação de vetores; melhoraria do Índice de Desenvolvimento Humano – IDH e mudanças positivas nos aspectos urbanísticos, com a consequente valorização imobiliária e o crescimento socioeconômico da cidade e da região.

Outro benefício gerado pela obra é o incremento da arrecadação do município, que recolherá os Impostos Sobre os Serviços (ISS) prestados pelas empresas contratadas pela Companhia. Também serão gerados empregos diretos, além da aquisição de materiais e equipamentos e da contratação de serviços indiretos na cidade, o que gera receita e movimenta o comércio local.

Publicações relacionadas

X