Eleição define sete entidades da sociedade civil para Conselho dos Direitos da Mulher em Ipatinga

 Eleição define sete entidades da sociedade civil para Conselho dos Direitos da Mulher em Ipatinga

divulgação

Em eleição realizada nesta segunda-feira (14), na Casa dos Conselhos, localizada na rua Januária, no bairro Contingente, região central da cidade, foram definidas as entidades representantes da sociedade civil que vão participar do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM) em Ipatinga.

Sete entidades passam a ser representantes no Conselho, para atuar no biênio 2022/2024: Associação dos Artesãos de Ipatinga – Matizes, Grupo de Mulheres Criartes, Grupo Renascer Ipatinga, Associação Centro de Convivência Espaço da Família (ACCEF), União de Defesa da Comunidade do Bom Jardim (UDCBJ), Rotary Clube de Ipatinga e Conselho da Mulher Empreendedora.

O organismo representativo é uma forma democrática de participação das mulheres, numa parceria com o poder público por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) e
Secretaria Executiva (SEMEX). As entidades da sociedade civil dividem com a Prefeitura poderes deliberativo e consultivo, com a responsabilidade pelo monitoramento das políticas públicas ligadas ao segmento no município.

“O principal objetivo do Conselho é formular políticas públicas relacionadas à promoção de melhoria das condições de vida da mulher, com vistas à eliminação de todas as formas de discriminação, no combate à violência doméstica contra a mulher, buscando seu empoderamento e inserção econômica, social, cultural e jurídica na cidade”, explica Paola Maia, secretária da SEMEX.

 

Publicações relacionadas

X