Administração de Ipatinga faz balanço do primeiro ano de governo e projeta ações de impacto para 2022

 Administração de Ipatinga faz balanço do primeiro ano de governo e projeta ações de impacto para 2022

(Reprodução/PMI)

Licitação para definir nova concessionária dos serviços de água e esgoto, construção de terminais de integração e modernização dos pontos de ônibus estão entre algumas das medidas previstas

 

Em coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira (16), ao lado dos seus secretários de Governo e de Comunicação Social, Roberto Soares e Leonardo Werneck, o prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes, apresentou à sociedade um balanço resumido das ações de seu primeiro ano de gestão. Ainda na ocasião, foram anunciadas diversas intervenções, concorrências públicas e obras de impacto previstas para o próximo ano, já com recursos provisionados dentro do orçamento municipal.

Uma das mais expressivas decisões programadas para 2022, adiantou o chefe do Executivo, será a abertura do processo licitatório para definição da empresa que passará a operar o sistema de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto na cidade, após o fim da concessão da Copasa, que vigora desde 1974. Outro anúncio importante projetado para o segundo ano da administração é a elevação de 5.000 para 8.000 no número de alunos em Educação de Tempo Integral, com a perspectiva de que toda a rede de ensino municipal esteja alcançada até 2023. O prefeito também informou que todas as salas de aula das escolas municipais estarão climatizadas em 2022.

“Com o apoio de uma equipe renovada, motivada e comprometida, que entendeu a grandeza dos nossos desafios e tem se desdobrado para dar o melhor de si em favor do bem-estar coletivo, temos trabalhado diligentemente, desde o primeiro dia deste ano inaugural do mandato, focados na materialização e projeção da Cidade do Futuro que idealizamos”, refletiu Gustavo Nunes, para acrescentar em seguida: “Hoje podemos dizer que, a despeito do vírus implacável que inesperadamente se abateu sobre o mundo, debilitando economias, ceifando vidas, sacrificando a tudo e a todos, Ipatinga se mantém não apenas na vanguarda do desenvolvimento no Vale do Aço, mas evolui e se afirma como verdadeira referência no Estado e no País”.

 

Saúde, economia e educação

O prefeito citou que uma das vitórias mais expressivas do primeiro ano de governo – “e que seguramente foi determinante para carrear inúmeras outras a reboque” – se deu no combate à Covid-19. Ele lembrou que “numa ação ágil e planejada, implantamos o Hospital de Campanha no Hospital Municipal e duplicamos os leitos de UTI-Covid; aceleramos a cobertura vacinal da população; reformamos e adaptamos o antigo Restaurante Popular para funcionamento do Centro de Atendimento à Covid (CEAC), baixando de forma sucessiva e consistente os níveis de contaminação e óbito; isto, sem perder de vista a saúde da economia, já que, paralelamente, comércio, indústria e serviços seguiram em atividade, na contramão da febre de lockdown, com um mínimo período de completa restrição pela ONDA ROXA imposta pelo Estado”.

Gustavo Nunes mencionou também a forma eficiente como o governo lidou com a pandemia em relação à educação, mantendo com segurança o cumprimento do ano letivo, sem prejuízo dos alunos e demais agentes da comunidade escolar. Citou, ainda, o estímulo dado à frequência dos estudantes na retomada das aulas nos educandários, com a ­distribuição de mais de 23 mil kits escolares, além de uniformes dotados inclusive de agasalhos, benefício que deverá ser mantido nos próximos anos.

Na área da saúde, o prefeito assinalou ainda, em meio a uma série de outras ações, a nova utilidade dada ao antigo Restaurante Popular e depois CEAC, que agora abriga o SAM – Serviço de Autorização Médica e o CCDIP – Centro de Controle de Doenças Infectoparasitárias. Além de proporcionar à população instalações mais acessíveis e confortáveis, com esta medida o governo se livrou de uma carga anual de R$ 100 mil em aluguéis.

Gustavo Nunes lembrou que, cumprindo um calendário regular de visitas, esteve em todas as escolas e UBS’s – Unidades Básicas de Saúde do município em seu ano inaugural de governo, além da UPA e Hospital Municipal, para interagir com usuários e as equipes diretivas a fim de identificar necessidades e providenciar soluções, “o que resulta no aprimoramento da capacidade de atendimento da rede”. Nesse sentido, foram inteiramente completadas as equipes médicas, supridos em 90% os estoques de medicamentos (apesar da escassez de muitos produtos no mercado) e, já para o próximo ano, está prevista a construção de três novas Unidades de Saúde.

 

Empregos, renda e ação social

O prefeito pontuou também que “com processos desburocratizantes e de estímulo à atração de investimentos da iniciativa privada, proporcionamos um ambiente favorável à operação de novos negócios e expansão dos já existentes no município, alargando o leque de geração de empregos e renda”. Entre outros empreendedores de peso convidados a se estabelecerem na cidade estão as redes de supermercados Villefort e Assaí.

Entre diversas outras providências administrativas, foram enumeradas à imprensa ações como a revitalização do Banco de Alimentos para atendimento às famílias em situação de vulnerabilidade; implantação da comissão POP Rua, com apoio de organismos sociais e de segurança, para desenvolver estratégias de trabalho com a População em Situação de Rua, a fim de abrandar a caótica realidade da ocupação de áreas públicas por dependentes químicos; a sanção da Lei Municipal de Incentivo ao Esporte, instrumento inédito de valorização da prática dos desportos na cidade, e uma economia de 30% no consumo de combustíveis pela frota municipal mesmo num ano atípico de grande movimentação de veículos em função das necessidades de emergência criadas pela pandemia, como o deslocamento de equipes para a vacinação e atendimentos a doentes em domicílio.

 

Infraestrutura urbana

O governo municipal também levou a efeito em 2021 vários projetos de expansão da rede de energia elétrica aguardados há anos, iluminando entre outros pontos a entrada da cidade a partir do final do anel rodoviário na divisa com Coronel Fabriciano. Ainda, foram multiplicados e diversificados itinerários de linhas de ônibus, sendo viabilizado o acesso ao Parque Ipanema e outras áreas historicamente desassistidas. Para o próximo ano, o secretário de Governo Roberto Soares adiantou que “os abrigos de ônibus do município deverão ser modernizados em toda a cidade, inclusive dotados de entradas para carregamento de celulares, com abertura de processo licitário para exploração dos espaços pela iniciativa privada. A Administração municipal planeja ainda para 2022 a implantação de terminais de integração para o transporte coletivo e a construção de uma trincheira na transposição da avenida Cláudio Moura, diante da portaria central da Usiminas, melhorando assim as condições de mobilidade urbana”.

 

Centro Cultural

Na área da cultura, um dos destaques citados foi a reforma da antiga Biblioteca Pública Municipal, equipada e adaptada para se transformar no Centro Cultural de Ipatinga. Agora, o edifício abriga ainda a Escola Municipal de Artes Cênicas (EMAC) e a Escola de Canto e Música Tenente Oswaldo Machado (TOM). O governo encontrou alugueis atrasados e, na negociação para regularizar as pendências, sem alteração no valor da locação, definiu a utilização de todo o edifício, com seus três andares (já que dois estavam completamente ociosos e mesmo o primeiro era subutilizado).

 

Nota Premiada

Com sorteios regulares de prêmios valiosos (como bicicletas, valores em espécie e um automóvel), o governo de Ipatinga instituiu o Programa Nota Premiada, para estimular a prática da educação fiscal no município e conscientizar a sociedade quanto à importância socioeconômica dos tributos municipais e o direito de exigência da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e). Os sorteios terão continuidade em 2022, informou o prefeito.

 

Gratificações, rescisões e PF

O Executivo de Ipatinga fez referência ainda, durante a coletiva, ao esforço de caixa da gestão que viabilizou o pagamento de rescisões atrasadas desde 2017, assim como à gratificação especial definida para este final de ano e o mês de janeiro próximo aos professores e, também, de forma inédita, aos demais servidores da educação como cantineiras, auxiliares de serviços, assistentes de apoio, etc.

Outra demanda histórica da região será a implantação efetiva de um posto avançado da Polícia Federal no município. Inicialmente a instituição funcionará no 2º piso do Shopping Vale do Aço, mas o governo já busca um imóvel específico para a finalidade, beneficiando não só Ipatinga, mas uma área que abrange 77 municípios, onde residem cerca de 1,5 milhão de pessoas.

Publicações relacionadas

X