Setembro amarelo: Secretaria de Saúde de Ipatinga realiza ações de valorização à vida

 Setembro amarelo: Secretaria de Saúde de Ipatinga realiza ações de valorização à vida

(Divulgação/PMI)

Estatísticas mostram que passam de 13 mil os suicídios registrados por ano no Brasil. E, de acordo com a OMS, a cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio no mundo. 

Com o intuito de conscientizar a população sobre a importância de valorização da vida e levantar debates em torno de cuidados relacionados à saúde mental, a Prefeitura de Ipatinga, por meio do Departamento de Atenção Especializada (DAES), dá início à campanha do “Setembro Amarelo”, que neste ano está centrada no tema “Você Não Está Só”.

Durante todo o mês, serão realizadas ações de orientação e sensibilização junto aos usuários, profissionais dos serviços de saúde do município e população em geral. 

Para que se tenha uma ideia do quanto a vida tem sido banalizada no país, a taxa de suicídios a cada 100 mil habitantes aumentou 7% no Brasil, ao contrário do índice mundial, que caiu 9,8%, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). 

A campanha é um meio de conscientização, combate e prevenção ao suicídio, um fenômeno complexo e que pode afetar qualquer pessoa. A abertura das atividades em Ipatinga acontece na manhã desta quinta-feira (9), no auditório do Hospital Municipal Eliane Martins (HMEM), com palestra da psicóloga Fabiane Cristina Alvim sobre “Acolhimento: a porta para a construção de uma saída”.  

A diretora do DAES, Mônica Lacerda Cevidanes, explica que em razão de todos os reflexos da pandemia de Covid-19, a campanha ganha uma importância ainda maior em 2021. Isto pelo fato do suicídio ser resultado do agravamento de doenças relacionadas à saúde mental.

“As limitações impostas nesse período de pandemia acabaram agravando ou gerando quadros de ansiedade e depressão que merecem atenção especial. Com essas ações, queremos levar à população melhores informações sobre os mecanismos de apoio existentes na rede pública e, ao mesmo tempo, identificar as pessoas que precisam de ajuda. É preciso chamar a atenção para a importância de pedir auxílio profissional quando algo não está bem, quando a mente está torpedeada por situações que parecem irreversivelmente em solução”, diz a diretora. 

Outras programações serão realizadas no decorrer deste mês, como atividades nas escolas municipais para orientar os estudantes sobre a importância de buscar ajuda profissional, blitzen educativas em diversos pontos da cidade, além de outdoors e banners informando os canais de auxílio em caso de necessidade. 

 

Setembro Amarelo 

A Campanha “Setembro Amarelo” é promovida nacionalmente desde 2014, pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), e tem como principal objetivo diminuir os índices de suicídio. 

O Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio é o 10 de setembro. Porém, a campanha é realizada ao longo de todo o mês.

As estatísticas mostram que passam de 13 mil os suicídios registrados por ano no Brasil. Mas os números podem ser bem maiores, em decorrência das subnotificações. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa morre por suicídio no mundo e, a cada três segundos, uma pessoa atenta contra a própria vida. 

 

Onde buscar ajuda

– CLIPS (Clínica Psicossocial): rua Joaquim Nabuco, 370, Cidade Nobre

– CAPSi (Centro de Atenção Psicossocial e Infanto-Juvenil): rua Campinas, 105, Veneza

– CVV (Centro Valorização à Vida) Ipatinga: Telefone: 188

– Unidades Básicas de Saúde (UBS)

Publicações relacionadas

X