Ipatinga recebe 10 mil testes rápidos para a Covid-19

 Ipatinga recebe 10 mil testes rápidos para a Covid-19

Já estão disponíveis para uso da Secretaria de Saúde do município de Ipatinga os 10.000 kits de testes rápidos comprados pela Administração para detecção do coronavírus. O material foi recebido nesta segunda-feira (22). Os testes vão ser usados para checagem das condições de saúde principalmente nas forças de segurança e profissionais da linha de frente ao combate à Covid-19. Também serão aplicados em pessoas abrigadas em asilos.  

O prefeito Nardyello Rocha comentou a importância da ampliação da testagem. “Ipatinga tem tratado a questão da Covid-19 com muita responsabilidade e transparência, acima de tudo buscando a eficácia de ações. Talvez sejamos hoje uma das cidades do Estado de Minas Gerais que mais testa e, agora, mais ainda. Iremos fazer uma testagem maciça. Não temos dúvida de que o procedimento é fundamental para se ter um mapa verdadeiro da situação e planejar as ações das equipes. Por isso estes testes que chegaram são fundamentais”, afirmou. 

Ainda segundo o prefeito, a definição dos grupos prioritários para a testagem segue a proposta de notificar pessoas que estão na linha de frente no combate à doença. Ainda segundo o Executivo, nos próximos dias um cronograma acerca da aplicação dos testes será divulgado.  

“Estamos traçando uma linha de ação onde vamos testar primeiro todas as nossas forças de segurança, além de, mais uma vez, as equipes de saúde. Vamos refazer testagens nos asilos e vamos testar os trabalhadores que estão na linha de frente, como garis, por exemplo. E, de uma forma especial, haverá testagem aleatória nos bairros de Ipatinga, para que tenhamos uma amostragem junto à população. Há expectativa ainda de adquirirmos mais 4 mil kits”, concluiu.  

Transparência 

Embora o estado emergência permita a compra de produtos relacionados à Covid com a dispensa do processo de licitação, a Administração optou pela realização do pregão eletrônico, visando dar maior transparência e demonstrar zelo na aplicação dos recursos públicos, o que garantiu um melhor preço também na compra dos testes, como ocorreu igualmente na aquisição de respiradores. 

“Realizamos o processo licitatório por meio de pregão eletrônico, onde conseguimos fechar a compra na casa de R$ 73,50 cada teste, sendo que para a abertura do pregão os preços encontrados na cotação estavam na média de R$ 123,70. Então, obtivemos sucesso, garantindo lisura, com uma economia real de mais de meio milhão. Dado ao estado de emergência, o município poderia dispensar a licitação, mas fizemos questão de não deixar nenhuma dúvida, com a aplicação correta dos recursos”, salientou a secretária de Saúde de Ipatinga, Érica Dias.

Publicações relacionadas

X