Lojistas de Ipatinga devem respeitar regras ou serão punidos; entenda

 Lojistas de Ipatinga devem respeitar regras ou serão punidos; entenda

O comércio não essencial em Ipatinga já está permitido a funcionar dentro das condições estabelecidas pelo Comitê Gestor de Crise, que conta com a participação da Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) e da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga. A partir de agora, as lojas de rua e os prestadores de serviço poderão abrir as portas nas segundas, quartas e sextas-feiras, das 8h às 18h, de acordo com o Decreto Municipal Nº 9.354/2020, publicado na quinta-feira (18).

Com a reabertura do comércio não essencial em dias alternativos, o presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, ressalta que os lojistas deverão respeitar o horário de funcionamento permitido. “Pedimos que os lojistas não ultrapassem o horário estabelecido nos dias em que o comércio não essencial estiver aberto. Os estabelecimentos que ficarem com as portas abertas até mais tarde estarão descumprindo as normas do Decreto Municipal Nº 9.354/2020, podendo sofrer penalidades, como pagamento de multa, interdição do estabelecimento e cassação de licença ou alvará”, alertou.

Já o presidente da CDL de Ipatinga, Amaury Gonçalves, salienta que nos dias que as lojas de rua não puderem abrir as portas em Ipatinga, ou seja, nas terças, quintas e sábados, será permitido o funcionamento pelo sistema de entrega em domicílio (delivery). “Nesses dias de restrição, os lojistas poderão trabalhar internamente, com as portas fechadas, para atender as vendas on-line por meio do delivery. Vale ressaltar que a retirada do produto na porta das lojas, nos dias em que estiverem fechadas, não poderá ocorrer. Já os bares, lanchonetes e restaurantes continuam impedidos de receberem clientes para consumo interno, sendo liberado apenas o funcionamento por meio do delivery e retirada no balcão, conforme o decreto municipal”, afirmou.

Publicações relacionadas

X