Câmara de Ipatinga: 15 dos 19 vereadores trocaram de partidos neste ano

 Câmara de Ipatinga: 15 dos 19 vereadores trocaram de partidos neste ano

Câmara de Ipatinga: 15 dos 19 vereadores trocaram de partidos neste ano

 

A Composição partidária da Câmara mudou neste ano, 15 dos 19 vereadores da Câmara de Ipatinga trocaram de partido. De acordo com as informações do legislativo municipal, as alterações partidárias dos parlamentares foram realizadas dentre os dias 5 de março e 3 de abril, período chamado de “janela partidária”.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a “janela partidária” é o período no qual vereadores que pretendem concorrer à reeleição ou ao cargo de prefeito nas Eleições Municipais de 2020 poderão mudar de partido sem correr o risco de perder o mandato eletivo.

Com as mudanças de partidos, a nova maior bancada da Câmara passa a ser a do Partido Progressista (PP). Confira a forma como cada partido ficou:

  • Cidadania: Toninho Felipe, Franklim Meireles e Adelson Fernandes;
  • DEM: Jadson Heleno e Ademir Claúdio;
  • MDB: Nilsinho Transnil e Márcia Perozini;
  • PL: Cassinha Carvalho;
  • PMN: Sebastião Guedes, Adiel Oliveira e Vanderson da Autotrans;
  • Podemos: Antônio Alves (Tunico);
  • PP:  Avelino Cruz, Rominalda de Fátima, Fábio Pereira e Francisco Bastos;
  • PSD: Ley do Trânsito;
  • PSL: Gustavo Nunes; e
  • PT: Lene Teixeira.

A “janela partidária” só é válida para vereadores porque são estes os eleitos em sistema de votação proporcional, haja vista que é o número de votos total de partidos quem define os eleitos. Por isso mesmo, os vereadores não têm autonomia para trocar de partidos sem estar no prazo da janela partidária, que só é aberta em ano eleitoral. Esta mudança ocorreu desde 2007.

Segundo Bruno Nomura, do Estado de São Paulo, a troca só permitida fora da janela, segundo regulamentação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em quatro casos, incorporação ou fusão de partido, criação de nova sigla partidária, desvio no programa partidário ou grave discriminação pessoal.

Nessa segunda-feira ( 6), a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, instituiu um grupo para avaliar as condições para a realização das eleições municipais em outubro, diante da pandemia do novo coronavírus.

 

Tá procurando notícia? Dá um MaisVip que acha!

Publicações relacionadas

X