Prefeitura de Ipatinga decide manter isolamento social e quarentena

 Prefeitura de Ipatinga decide manter isolamento social e quarentena

A quarentena pelo sistema de isolamento social horizontal, com estabelecimentos de comércio e serviços mantidos de portas fechadas (exceto alguns segmentos essenciais como supermercados, farmácias, padarias e drogarias, entre outros) está mantida em Ipatinga para os próximos dias, seguindo as últimas deliberações do Governo de Minas. A posição foi reafirmada durante reunião do Comitê Gestor de Crise, na tarde desta segunda-feira (30), atendendo convocação do Executivo municipal. A decisão é que a cidade continuará sendo regida pelas orientações maiores, tanto da Federação quanto do Estado, desde que oficializadas por documentos. 

Além do prefeito e integrantes de seu primeiro escalão, também participaram da reunião o Superintendente Regional de Saúde, representantes da Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de Ipatinga, Câmara de Dirigentes Lojistas, Ministério Público, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

O comandante do 14º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Juliano Fábio Lemos Dias, reforçou o posicionamento pelo isolamento horizontal e sugeriu que os municípios sigam as direções repassadas pelo Estado. O militar também aconselhou que os empreendedores da cidade busquem orientações junto às suas entidades de classe para entender com mais clareza o conteúdo das diretrizes estaduais, “compreendendo o que é permitido e não é permitido em cada segmento”. 

O Promotor de Justiça, Rafael Pureza, curador da Saúde no município, reafirmou seu papel institucional de defesa da sociedade como um todo, fazendo um parêntese para externar compreensão quanto à postura do Executivo: “Todos que estão presentes na reunião podem ter opiniões divergentes, mas estou certo de que nenhum de nós que estivesse na posição do prefeito decidiria de forma diferente”. 

Testes rápidos

O representante do Ministério Público também anunciou durante a reunião a doação de recursos para viabilização da compra de 1.600 testes rápidos para investigação de casos suspeitos de contaminação por covid-19, já que a ausência e morosidade no veredito para estes exames é um dos maiores gargalos para se compreender mais claramente a extensão das transmissões da doença em cada município e região. 

A Secretaria Municipal de Saúde estima que os kits para testes rápidos de covid-19 cheguem à cidade dentro dos próximos 12 dias. Depois de coletadas as amostras conforme protocolo médico específico, a previsão é de que os resultados sejam conhecidos em 15 minutos. 

Publicações relacionadas

X