Hospital Dr. José Maria Morais de Fabriciano sensibiliza voluntários à doação de sangue

 Hospital Dr. José Maria Morais de Fabriciano sensibiliza voluntários à doação de sangue

(Reprodução)

Coleta é feita no Hemominas, em GV e Prefeitura garante o transporte

O Hospital Dr. José Maria Morais, gerido pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, reforça campanha de sensibilização de voluntários à doação de sangue. Por mês, o único hospital 100% SUS do município consome cerca de 100 bolsas em diversos procedimentos para salvar vidas. No entanto, os estoques seguem abaixo do esperado no Hemominas, responsável por coletar e abastecer os hospitais da região, entre eles HJMM.

A coleta é realizada na sede do hemocentro, em Governador Valadares. A Prefeitura garante o transporte seguro e alimentação aos doadores voluntários. A doação é realizada a cada 15 dias, sempre às terças-feiras e pode ser agendada pelo telefone (31) 3406-7374. A próxima ida de voluntários ao Hemominas está prevista para terça-feira, 26/10 e ainda há vagas.

Todos os tipos sanguíneos são necessários e a doação é vital para regularizar os estoques. Segundo dados do Hemominas, repassados pelo Serviço Social do HJMM, alguns tipos encontram-se em situação crítica (O+) e em alerta (O- e B-). O sangue humano é insubstituível e uma única doação é capaz de salvar até quatro vidas.

“É sempre importante reforçar que a doação de sangue continua sendo segura. Basta que o voluntário esteja com boa saúde e agende a doação junto ao Hospital Dr. José Maria Morais. Se possível, venham doar sangue já que oferecemos todo suporte ao voluntário para doação até o hemocentro. Este gesto salva vidas”, avisa Simone Alves de Souza, assistente social do HJMM. A vacinação contra a covid-19 não contraindica a doação.

 

DOAÇÃO GARANTE UM DIA DE FOLGA

A Consolidação das Leis do Trabalho – CLT garante “um dia de folga a cada doze meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada”. A folga também é assegurada na Lei 1.075/1950, que inclui militares e servidores públicos. Apesar do direito assegurado por lei, somente 1,6% da população brasileira doa sangue, de acordo com dados do Ministério da Saúde.

Publicações relacionadas

X