Prefeitura de Fabriciano inaugura CMEI na região do Caladinho para atender 70 crianças de 0 a 3 anos

 Prefeitura de Fabriciano inaugura CMEI na região do Caladinho para atender 70 crianças de 0 a 3 anos

(Divulgação/PMCF)

As mães e crianças da região do Caladinho já contam com o novo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Dom Lelis Lara. A nova creche atende crianças de 0 a 3 anos e foi construída pela administração municipal, com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional (FNDE), com contrapartida da Prefeitura. Ao todo, são ofertadas 70 vagas. As aulas iniciam já na próxima segunda-feira, 30/8.

A unidade educacional está situada na rua Sete, 145, no bairro Caladinho do Meio e atenderá crianças de todo o entorno. São 560 metros quadrados (m²) de área construída em um terreno com mais de 2 mil metros quadrados. O CMEI possui quatro salas, cozinha, refeitório, playground e amplo espaço para brincadeiras além dos setores de administração e serviços.

O CMEI foi entregue pela gestão Novos Tempos à população nesta terça-feira, 24/8. A obra foi iniciada em 2014, mas acabou interrompida ainda na terraplenagem. Após três anos, em 2017, o primeiro ano da administração atual deu novo rumo ao projeto, resgatando o recurso junto ao FNDE, por meio do Programa Pró-infância. Com novos projeto e licitação, a obra saiu do papel sendo concluída no ano passado. Agora, com a retomada das aulas presenciais também para o maternal, o CMEI entra em funcionamento.

O Secretário de Governança Educacional, Carlos Alberto Serra Negra, diz que era grande o anseio da comunidade pela obra. “Entregamos ao povo de Coronel Fabriciano mais um sonho realizado. Ao abrir consulta para levantamento de demanda de crianças, nos surpreendemos com a resposta altamente positiva da população. Isso é muito gratificante”, disse.

O levantamento apontado pelo secretário foi feito em julho deste ano, durante o período de recesso escolar. Com os dados em mãos, a secretaria de Governança Educacional e Cultura pode realizar as matrículas. O novo corpo administrativo também já foi empossado, contando com servidores concursados chamados em regime contratual em um primeiro momento.

(Divulgação/PMCF)

INVESTIMENTO

O prefeito Dr. Marcos Vinicius diz que resgatar o projeto não foi tarefa fácil. Acompanhado do secretário de Governança de Planejamento, Habitação e Meio Ambiente, Douglas Prado, o prefeito esteve em Brasília inúmeras vezes negociando com o Ministério da Educação. “Tivemos que provar para o ministério nossa seriedade com a obra, uma vez que o projeto anterior havia sido relegado, tratado com desprezo. “Num primeiro momento o ministério nem queria nos receber. Tivemos o apoio do deputado Domingos Sávio para abrir essas portas e nos ajudar a provar que não estávamos de brincadeira”, disse o prefeito.

O investimento na obra foi de R$ 1,2 milhão. Como contrapartida, o município destinou cerca de R$ 300 mil, somando no total mais de R$ 1,5 milhão. O mobiliário, identidade visual e material pedagógico também foram adquiridos pela Secretaria de Governança Educacional e Cultura.

Publicações relacionadas

X