Fabriciano inicia programa “Medicamento em casa” no Vale do Aço

 Fabriciano inicia programa “Medicamento em casa” no Vale do Aço

O Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF) da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, começou nesta quarta-feira (03/06), a entrega de medicamentos em casa para pacientes portadores de asma e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). O Programa contempla a Região Metropolitana do Vale do Aço, que engloba as cidades de Ipatinga, Coronel Fabriciano, Timóteo e Santana do Paraíso. O programa “Medicamento em Casa”, é uma ação do Governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais, e também uma parceria entre o aplicativo 99 táxi e a Defesa Civil de Minas Gerais. 

Segundo Fabyanna Horta Drumond, Coordenadora do Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF) da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, o objetivo da iniciativa é proteger os usuários do grupo de risco da covid-19. “A entrega desses remédios, que são medicamentos do componente especializado da Farmácia de Minas, em domicílio evita contato com ambientes externos e ajuda na redução do fluxo de pessoas na farmácia da Regional, evitando aglomerações e, consequentemente, a transmissão do coronavírus. Hoje, pelos nossos cadastros, iremos atender cerca de 312 pacientes, que tratam asma ou doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), ambos do grupo de risco para o novo coronavírus (SARS-COV-2)”, disse Fabyanna.

De acordo com Jans Bastos Izidoro, Superintendente de Assistência Farmacêutica (NAF) da Secretaria Estado da Saúde (SES-MG), o programa faz parte das diversas ações que o Estado tem feito de enfrentamento à pandemia de Covid-19, e permite retirar pacientes da fila e evitar aglomerações. “Os contemplados receberão uma ligação do Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF) da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, na véspera do atendimento serão informadas e a entrega será agendada. Inicialmente, o projeto atende às pessoas com doenças pulmonares porque elas têm comorbidades que as levam a uma piora do quadro clínico, caso contraiam o vírus”, ressaltou Jans.

Já a Defesa Civil do Estado de Minas Gerais, representada pelo Capitão Ocimar de Andrade, participa do projeto cooperando com a logística, apoio humanitário, execução operacional junto aos motoristas de aplicativo, visando traçar as melhores rotas possível e garantir a segurança da entrega dos medicamentos aos usuários. 

Segundo o Capitão Ocimar de Andrade, o aplicativo 99 táxi realizou uma doação da ordem de 300 mil reais em serviços ao Estado, para serem usados no enfrentamento à Covid-19.“Trata-se de uma parceria entre o Gabinete Militar do Governador e a 99 táxi, para viabilizar a entrega de medicamentos em que a empresa entra com o veículo e o motorista e o Estado com os Medicamentos. Nós, Defesa Civil, auxiliamos nos processos da Secretaria de Estado de Saúde junto aos Núcleos de Assistência Farmacêuticas ”, informou Ocimar.

O Núcleo de Atenção Farmacêutica (NAF) da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano, em caráter experimental, realizou entrega à 15 pacientes nesta quarta-feira (03/06), a meta é de 80 entregas por semana, realizadas sempre às terças e quintas.

Assistência Farmacêutica no Vale do Aço

O Núcleo de Assistência Farmacêutica (NAF) da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano é referência nos serviços farmacêuticos para toda a população dos 35 municípios da Macrorregião de Saúde do Vale do Aço.

Em 2019, o Núcleo de Assistência Farmacêutica da Regional de Saúde de Coronel Fabriciano realizou 67.299 atendimentos, dispensou 2.260.501 unidades de medicamentos do Componente Especializado,1.539 novos processos foram deferidos e 3.455 novos processos de medicamentos foram abertos. A média de atendimentos diários é de aproximadamente 190 usuários.

Cidades

O projeto teve início dia 14/4, em Juiz de Fora, na Zona da Mata. Depois, iniciou atendimento aos pacientes em outros três municípios: Belo Horizonte (28/4), Uberlândia (14/5) e Divinópolis (21/5). Estão sendo beneficiados pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e asma.

Os números, apurados pela Defesa Civil estadual e Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), consideram os transportes realizados até dia 1/6, numa força-tarefa que contabiliza 11.400 quilômetros rodados até o momento. Já foram atendidos 2.094 pacientes e entregues 3.377 medicamentos.

Orientações

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) reforça que os pacientes que não receberem ligações de agendamento devem comparecer normalmente às farmácias regionais.

Já para aqueles que fazem parte dos grupos de risco, a orientação é utilizar o modelo de declaração autorizadora disponível no site, para designar um procurador que possa retirar o medicamento em nome do paciente.

 

Publicações relacionadas

X