Covid-19: Idosos do grupo de risco terão casas adesivadas em Fabriciano

 Covid-19: Idosos do grupo de risco terão casas adesivadas em Fabriciano

Os idosos mais vulneráveis ao novo coronavírus estão tendo suas casas adesivadas, a partir desta quarta-feira (1°), em Coronel Fabriciano. De acordo com a prefeitura do município, essa iniciativa, realizada por meio do Comitê de Gestão do Coronavírus da cidade, tem como objetivo alertar as pessoas, para que elas saibam que naquela casa existe alguém que faz parte do grupo de risco e, dessa forma, evitar o contato desnecessário com ela.

Segundo a administração do município, um adesivo será colado na residência para que visitas inoportunas não coloquem essas pessoas em risco de contaminação pelo novo coronavírus, Covid-19. O grupo de risco do novo coronavírus é composto por pessoas com mais de 60 anos, cardíacos, portadores de diabetes, hipertensos, pessoas com problemas respiratórios, além de pessoas com outras doenças crônicas.

Ainda segundo a prefeitura, as equipes de visitação e de vacinação da prefeitura são as responsáveis por colocar o aviso, caso seja permitido pelo morador. “Idosos adoram receber visitas e por educação não costumam mandar o visitante embora. Com o adesivo nós esperamos gerar conscientização e ao mesmo tempo propagar o amor ao próximo. Se nós sabemos que aquela pessoa está em risco então temos que fazer o melhor por ela”, disse o prefeito Dr. Marcos Vinicius.

De acordo com a prefeitura, ela criou também uma outra campanha, a “Coroasvivos – Delivery 60+”,  voltada para idosos que moram em condomínios de apartamentos e casas. O objetivo é incentivar a população mais jovem a ajudar quem está em isolamento social. A população pode fazer compras em supermercados, buscar o pão da manhã e realizar afazeres externos de forma voluntária sem ter contato com o idoso.

“O que a gente quer é que as pessoas pratiquem o bem e nos ajude a dar mais qualidade de vida aos idosos, que neste momento são obrigados a ficarem reclusos. Ficar preso em casa é muito ruim, mas quando a gente ganha a solidariedade dos outros, fica mais fácil”, afirmou o prefeito.

Com medidas focadas na população idosa, a prefeitura acredita que pode evitar mortes ou internações graves em UTI’s, já que em todo o mundo está provado que o maior número de óbitos por Covid-19 é de pessoas com idade avançada e que estão acometidas de outras doenças.

A Secretaria de Governança de Assistência Social também criou um serviço de acolhimento emocional pelo telefone: (31) 3846-7730. Os interessados devem passar o número do WhatsApp para que possam conversar com idosos que moram sozinhos. Para manter os idosos em casa, a prefeitura também faz a vacinação contra gripe H1N1 em domicílio.

Publicações relacionadas

X