PF investiga quadrilha suspeita de fraudar o INSS no Vale do Aço; prejuízo estimado é de R$ 11,7 mi

 PF investiga quadrilha suspeita de fraudar o INSS no Vale do Aço; prejuízo estimado é de R$ 11,7 mi

Imagem: Polícia Federal / Divulgação

A Polícia Federal deflagrou a operação Fementido, na manhã desta terça-feira (12), contra uma quadrilha que fraudava o Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) no Vale do Aço. A PF estima que o grupo tenha provocado prejuízo de R$ 11,7 milhões aos cofres públicos.

Foram cumpridos três mandados de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão nas cidades de Coronel Fabriciano, Timóteo, Jaguaraçu e Belo Oriente.

Segundo a PF, o grupo criminoso falsificava certidões de nascimento, documentos de identidade e comprovantes de residência para criar pessoas fictícias no intuito de obter vantagem ilícita previdenciária. Laudos de biometria permitiram a identificação destas pessoas fictícias.

As fraudes, com utilização de documentação falsificada, envolviam a concessão de benefícios previdenciários, sendo a maioria de amparo ao idoso de baixa renda, e o procedimento de “prova de vida”, que era realizado pelos próprios investigados.

Outros integrantes do grupo criminoso puderam ser identificados a partir da análise dos benefícios fraudulentos.

Eles vão responder pelos crimes de estelionato qualificado e associação criminosa, que possuem penas que variam de 2 a 9 anos de prisão.

O nome da Operação faz uma alusão àquilo que é enganoso e falso que é o “modus operandi” dos criminosos.

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

 

Fonte: G1

Publicações relacionadas

X