Em visita à Fabriciano, Governador Romeu Zema assegura investimento de R$ 16,4 milhões para SAMU regional Leste/Vale do Aço

 Em visita à Fabriciano, Governador Romeu Zema assegura investimento de R$ 16,4 milhões para SAMU regional Leste/Vale do Aço

Romeu Zema com líderes municipais em coletiva de imprensa. Imagem: MaisVip

“Até sexta-feira (1º de julho) vamos depositar o recurso para ampliação do SAMU Leste/Vale do Aço.” A afirmação é do governador do Estado, Romeu Zema, em visita à Coronel Fabriciano nesta quarta-feira, 29/6. Zema esteve na cidade, pela terceira vez, a convite do prefeito Dr. Marcos Vinicius, presidente da Associação Mineira dos Municípios (AMM) e do Consórcio Intermunicipal da Rede de Saúde de Urgência e Emergência do Leste de Minas (CONSURGE).

O aporte de R$ 16,4 milhões é destinado à compra de mais ambulâncias, ampliação das bases e custeio, possibilitando a cobertura de 100% dos municípios da área de abrangência das regionais de Coronel Fabriciano e Governador Valadares pelo SAMU 192. A iniciativa vai beneficiar diretamente cerca de 1,5 milhão de pessoas dos 86 municípios que integram as regiões Leste e Vale do Aço.

O recurso para ampliação do SAMU Regional será depositado na conta do CONSURGE, responsável pela gestão do serviço. Deste total, R$ 10,1 milhões são provenientes da Fundação Renova, já liberados pela 12ª Vara Federal de Minas Gerais, e outros R$ 6,3 milhões são do Estado para efetivar a conclusão das 2ª e 3ª etapas de implantação do SAMU Leste/Vale do Aço.

Zema garantiu que a meta é contemplar os 853 municípios com cobertura de 100% do Estado pelo SAMU. “Dinheiro é importante, mas não preponderante. O nosso governo é a prova disso, pois com gestão, comprometimento e método de trabalho, mesmo sem dinheiro, conseguimos avançar na Saúde e vamos levar este serviço tão importante que é o SAMU para todo o Estado”, afirmou Zema à imprensa regional.

O evento, organizado pela Prefeitura de Coronel Fabriciano, em parceria com a AMM e Consurge, contou com a participação de prefeitos e secretários de saúde das cidades que serão atendidas pelo SAMU Leste / Vale do Aço, deputados federais e estaduais, vereadores e autoridades.

 

100% DE COBERTURA PELO SAMU

Os R$ 16,4 milhões serão usados para compra de mais 26 Unidades Móveis de Avançado (USA) e Unidades de Suporte Básico (USB) de um total de 39 necessárias para garantir a cobertura integral da região pelo SAMU. As demais ambulâncias já foram adquiridas com recursos provenientes de emendas parlamentares pelo CONSURGE.

Acompanhado do prefeito André Merlo, que o antecedeu na presidência do Consurge, Dr. Marcos Vinicius antecipou que eles já trabalham “para garantir a compra da unidade aérea (helicóptero) para atender a região”.

O SAMU Leste/Vale do Aço 192 começou a operar, efetivamente, em dezembro de 2020. Com gestão do Consurge, na primeira etapa, foram implantados a Central de Regulação, em Governador Valadares, uma USA (UTI Móvel) e outras 12 bases de Suporte Básico alocadas nos municípios de Tarumirim, Mantena, Peçanha, Resplendor, São João Evangelista, Santa Maria do Suaçuí, Governador Valadares, Coronel Fabriciano, Timóteo Caratinga e Belo Oriente atendendo a uma população de 702.413 habitantes. A iniciativa garantia uma cobertura de 70% da área de atuação do Samu Regional.

 

RECURSOS PARA ASSISTÊNCIA SOCIAL

Ainda em visita à Fabriciano, Zema garantiu o repasse de mais R$ 100 milhões para atendimento à população mais vulnerável. O recurso é referente ao Piso Mineiro da Assistência Social e está sendo pago pelo Estado em nove parcelas aos municípios. A verba deixou pelo governo anterior (Pimentel), assim como demais recursos destinados à Saúde, Educação e demais áreas, gerando uma dívida com os municípios de R$ 20 bilhões.

O acordo foi costurado pelo prefeito de Fabriciano, Dr. Marcos Vinicius, presidente da Associação Mineira dos Municípios. “O acordo assinado durante o Congresso Mineiro dos Municípios tem um grande simbolismo. Pois mostra o seu compromisso (Estado) com os municípios, ao arcar e assumir dívidas do ‘desgoverno anterior’. O sr. (Zema) entendeu o problema dos municípios, que é onde vivem a população, e fez o dinheiro chegar para atender quem precisa”, disse.

Em abril deste ano, o Governo de Minas aumentou em 50% o Piso Mineiro de Assistência Social. O valor é transferido aos municípios beneficiando mais de 2,7 milhões de famílias em situação de vulnerabilidade social. O novo valor começou a ser pago em maio. Este é o primeiro reajuste do repasse em oito anos. Com a medida, segundo dados do Estado, o repasse passou de R$ 54 milhões para R$ 81,7 milhões o investimento anual na assistência social.

 

 

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

Publicações relacionadas

X