Bolsonaro participa de motociata e cita esquerda durante discurso no Vale do Aço

 Bolsonaro participa de motociata e cita esquerda durante discurso no Vale do Aço

Imagem: Carlos Souto

O presidente Jair Messias Bolsonaro (PL) realizou sua visita ao Vale do Aço nesta quinta-feira (26). O político cumprimentou seus apoiadores nos arredores do Aeroporto Regional do Vale do Aço e participou de uma motociata organizada por apoiadores. Em uma motocicleta, o presidente percorreu o trajeto do Aeroporto até o Residencial Buritis em Coronel Fabriciano, onde ocorreu a cerimônia de entrega das 500 moradias à famílias de baixa renda do município.

O chefe do Executivo durante a motociata parou 3 vezes pelo caminho para receber o cumprimento dos seus apoiadores. Segundo a organização Movimento Verde e Amarelo do Vale do Aço, mais de 2.500 motocicletas participaram do evento, entretanto, a organização também afirmou que muitos motos agregaram ao longo do trajeto, o que impossibilitou o acompanhamento real dos números (Imagens na reportagem abaixo).

Bolsonaro participou da entrega de 500 unidades habitacionais do programa Fabri, Meu Lar, financiado pelo Programa Federal Casa Verde e Amarela, no bairro São Vicente em Coronel Fabriciano.

No evento de entrega das chaves aos contemplados, Bolsonaro realizou seu discurso. Nos primeiros minutos, o presidente da república pontuou que, cada vez mais, vê as cores verde e amarela assim como tem a certeza de que o Brasil se afastaria “do socialismo e do comunismo” e tem “um governo onde se acredita em Deus, respeita e defende a família brasileira”.

“Somos um país eminentemente cristão. Os nossos valores devem ser preservados a qualquer custo. Não podemos admitir que quem ataca a família, quem defenda o aborto, quem fale em ideologia de gênero ou queira desarmar o seu povo queira ser presidente da República”, afirmou, em suposta referência a Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sem citá-lo.

O presidente da República também afirmou que não admitirá quem queira tirar “o bem maior do nosso povo”, o que, conforme Bolsonaro, seria a liberdade.

“Lá atrás, Salomão pediu a Deus sabedoria. Eu peço mais: peço força para resistir e coragem para decidir. Passamos por momentos bastante turvos no Brasil, mas tenho a certeza, tendo Deus ao nosso lado e o apoio da nossa população, (que) nós seremos uma grande nação”, apelou, depois de dizer que, no Brasil, “temos um povo feliz e que goza de liberdade”, disse.

Em menção à pandemia, Bolsonaro reiterou que não fechou “uma casa de comércio sequer em nosso Brasil”, assim como utilizou eleitoralmente a compra de vacinas contra a Covid-19.

“Para quem assim o quis, de forma voluntária, compramos mais de 500 milhões de vacinas em nosso país. Não obrigamos ninguém a tomar a vacina. Nunca exigi o passaporte vacinal e sempre respeitei a liberdade de cada um de vocês”, disse, reforçando o discurso de liberdade.

Ao fim, Bolsonaro aproveitou a agenda para dizer que tem “a satisfação de entregar obras pelos quatro cantos do Brasil”.

“Continuamos por todo o Brasil entregando obras, como entregamos a transposição do São Francisco. Era impensável, inacreditável, que brasileiros ainda sofressem com falta d’água no Brasil ou dependessem de favores de alguns políticos periodicamente para ter um carro pipa na frente de sua casa”, apontou.

 

Inauguração residencial Buritis

A entrega dos imóveis iria ocorrer na sexta-feira (13), porém teve que ser adiada. Segundo a Prefeitura de Coronel Fabriciano, o município recebeu um comunicado da Casa Civil informando a impossibilidade da realização do evento devido a um problema técnico da Caixa Econômica Federal.

O empreendimento integra o Programa Casa Verde e Amarela e recebeu R$ 37,5 milhões em investimentos federais, por meio do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), sendo que R$ 30,1 milhões foram repassados desde 2019, o que representa 80,31% do total.

Divulgação PMCF

O conjunto habitacional conta com 25 blocos, cada um com 20 apartamentos, divididos entre térreo e quatro andares. O condomínio conta com infraestrutura completa, com drenagem, esgoto, água, pavimentação, energia elétrica, iluminação pública e transporte público. Nas proximidades, há postos de saúde e de segurança, escolas e creches.

 

Assista na íntegra a cerimônia

 

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

Publicações relacionadas

X