Aeroporto Regional do Vale do Aço preocupa Prefeitura de Ipatinga

 Aeroporto Regional do Vale do Aço preocupa Prefeitura de Ipatinga

Com as atividades paralisadas desde 25 de março devido à pandemia do novo coronavírus e outros fatores combinados, o Aeroporto Regional do Vale do Aço, em Santana do Paraíso, corre o risco de ficar com as portas fechadas até o fim de 2020, após notificação do Governo Estadual, e a reversão da medida é buscada pelo Executivo de Ipatinga, município que é um dos principais demandantes do transporte aéreo.

A interrupção do funcionamento aconteceu, em primeiro lugar, devido ao fato de a companhia Azul, que operava no aeroporto, ter suspendido suas atividades por causa da Covid-19, ainda sem comunicar oficialmente a data de retorno das operações, inicialmente projetada para junho. Paralelamente, há uma previsão de reforma no aeroporto, com recursos do Governo Federal, incluindo a construção de hangares e recuperação da pista de pouso. 

O início da obra, ao custo de R$ 12,5 milhões, está previsto para o mês de agosto. Contudo, ela sequer foi licitada até o momento, embora o município já tenha sido informado pelo Governo Estadual que o aeroporto será reaberto somente após a conclusão das reformas, em dezembro.

A partir do comunicado do Estado, as gestões do Executivo ipatinguense são no sentido de que o aeroporto não permaneça fechado por tanto tempo, situação que traz muitos prejuízos à região. Segundo o prefeito Nardyello Rocha, algumas reuniões virtuais já foram feitas, com discussões em torno da questão. “Temos mantido contato com algumas lideranças, como a FIEMG, o secretário de Infraestrutura do Estado, Marco Aurélio Barcelos, e empresas privadas da região como Usiminas, Aperam e Cenibra. O aeroporto fechado por tanto tempo é um baque muito grande para a nossa cadeia produtiva, uma vez que os deslocamentos pela principal malha viária, que é a BR-381, também estão bastante comprometidos pela duplicação em andamento. Estamos trabalhando incessantemente para que o Vale do Aço não fique sem acesso algum e tentando viabilizar de todas as formas os recursos para que possamos tocar o nosso aeroporto pelo menos até o início das obras”, concluiu o prefeito.

Publicações relacionadas

X