Aciapi e CDL pedem apoio ao governo de Minas em prol do comércio no Vale do Aço

 Aciapi e CDL pedem apoio ao governo de Minas em prol do comércio no Vale do Aço

Aciapi e CDL pedem apoio ao governo de Minas em prol do comércio no Vale do Aço

 

Com o intuito de receber um maior apoio por parte do governo estadual para o comércio no Vale do Aço, a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Prestação de Serviços de Ipatinga (Aciapi) e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Ipatinga protocolaram um ofício na Agência de Desenvolvimento da Região Metropolitana do Vale do Aço (ARMVA).

De acordo com a Aciapi e CDL, a expectativa é de que mais ações em prol do comércio, de forma geral, sejam realizadas pelo estado neste momento de pandemia do novo coronavírus (Covid-19). O documento foi protocolado no dia 30 de abril.

O presidente da Aciapi, Cláudio Zambaldi, ressaltou que em Ipatinga, após fortes apelos das entidades, parte do segmento comercial reabriu as portas, ainda que com restrições, devido à sensibilidade do Governo Municipal e seu Comitê Gestor de Crise, que reeditaram e emitiram novos decretos municipais neste sentido.

“No entanto, muitos estabelecimentos estão à beira de encerrarem por completo as suas atividades, visto que continuam funcionando parcialmente com as suas atividades ou então estão completamente paralisados, como salões de festa, casas de show e clubes de lazer, sob justificativas de imposição expressa pelo artigo 6º da Resolução 17 emitida pelo Comitê Extraordinário Covid19 do Estado no dia 22 de abril. Gostaria de salientar também que as entidades sempre irão defender o comércio de forma geral, incluindo academias, bares, casas de show, salões de festa, restaurantes e dentre outros. Dependemos do funcionamento de todos os setores para ter uma economia forte na cidade”, afirmou.

Diante desse cenário, o presidente da CDL de Ipatinga, Amaury Gonçalves, destacou que as entidades decidiram pedir apoio à ARMVA para que as necessidades do comércio de Ipatinga possam chegar ao governo estadual.

“Entendemos que há necessidade urgente de modificação do artigo 6º da Resolução 17, para que os gestores municipais tenham autorização para pautar juntamente com seus comitês municipais, regras de flexibilização de demais setores, observando sempre as normativas sanitárias e de distanciamentos assim como já ocorre em outros setores comerciais de nossa cidade. Portanto, estamos confiantes de que teremos um retorno positivo por parte do governo estadual”, informou.

Recomendação

Recentemente, o Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil, Defensoria Pública e Corpo de Bombeiros Militar assinaram, de forma conjunta, uma recomendação à Administração de Ipatinga, referente ao Decreto Municipal 9.312/20, que está em vigor e que prevê a volta ao funcionamento de academias, shopping, bares, restaurantes e outros segmentos.

Leia mais: Prefeitura se posiciona após recomendação do MP sobre comércio em Ipatinga

O MP e demais integrante dos órgãos de segurança entendem que os municípios devem suspender serviços, atividades ou empreendimentos, públicos ou privados, com circulação ou potencial aglomeração de pessoas.

Entretanto, a Aciapi e a CDL entendem que como em Ipatinga a situação está controlada, com um decréscimo na curva de registros de casos suspeitos de coronavírus, é possível que esses segmentos reabertos recentemente possam funcionar com medidas sanitárias e de controle, para que não sejam ainda mais prejudicados.

 

Tá procurando notícia? Dá um MaisVip que acha!

Publicações relacionadas

X