Cidade de região italiana castigada pelo Covid-19 não apresenta nenhum caso

 Cidade de região italiana castigada pelo Covid-19 não apresenta nenhum caso

A Itália é o país com o maior número de mortos por coronavírus no mundo, sendo a região da Lombardia a mais afetada de todas. No entanto, uma pequena cidade de mil habitantes surpreende e intriga pesquisadores: Ferrera Erbognone não teve, até o momento, nenhum habitante com coronavírus, mesmo a média de idade local sendo superior a 60 anos.

Alguns cientistas acreditam que a população tenha imunidade ao vírus, por isso vão fazer análises de sangue dos mesmos. O Instituto Neurológico Mondino de Pavía já começou a testar as amostras. Eles esperam encontrar anti-corpos no organismo dos habitantes que possam explicar esta imunidade, e até mesmo ajudar no combate ao Covid-19.

O médico Giovanni Fassina explicou ao Corriere della Sera que o motivo para não terem adoecido é porque “não estão sempre fechados em casa”. Mesmo assim, continuam a cumprir as regras de reclusão e isolamento social como forma de se protegerem, já que esse é o único jeito que tem se mostrado eficaz para diminuir a disseminação da doença.

O governo da Itália confirmou nesta segunda-feira (30) que mais 812 pessoas morreram devido ao Covid-19 nas últimas 24 horas no país.

Com a atualização, o número de mortos pela doença chegou a 11.591. Mais da metade (458) deles ocorreram na região da Lombardia, onde fica a cidade de Milão.

De ontem para hoje, o país ainda registrou mais 4.050 novas infecções por coronavírus, elevando o número total a 101.739. O governo informou que 477.359 pessoas foram testadas para o novo coronavírus.

Fonte: JovemPan

Publicações relacionadas

X