Ipatinga amplia público de vacinação contra a gripe

 Ipatinga amplia público de vacinação contra a gripe

Brasília – Frasco de vacina contra a gripe (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza estende oferta de imunizante a toda a população, a partir de 6 meses de idade. Normalmente sem filas, UBS’s atendem interessados de 9h às 16h, mas muitos ainda não compareceram.

O município de Ipatinga segue vacinando a população contra a gripe nas unidades de saúde, de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h. Conforme a programação inicial, a imunização contra a Influenza, que está em sua terceira e última fase, seria finalizada em 9 de julho. No entanto, ofício encaminhado aos municípios pelo Ministério da Saúde, na última sexta-feira (2), ampliou a oferta da vacina para toda a população, a partir de 6 meses de idade, e prorrogou a Campanha Nacional de Vacinação indefinidamente, enquanto durar os estoques nos serviços de saúde.

O objetivo do município é vacinar 90% do público-alvo. No entanto, até a última semana, em função da baixa procura de vários públicos, a cidade havia vacinado apenas 56,1% da população estimada para atendimento. Segundo dados do Departamento de Epidemiologia, foram vacinadas até o momento 77% das crianças. Já as gestantes que compareceram às unidades, por enquanto, foram 58,9%. Os trabalhadores em saúde que já receberam a vacina são 70% do público estimado, assim como somente 59,5% das pessoas idosas previstas.

 

Grupos prioritários

A Secretaria de Saúde reforça a importância de atingir a meta estabelecida para os grupos prioritários. A terceira fase da campanha inclui como alvos integrantes das Forças Armadas, de segurança e de salvamento; pessoas com comorbidades, condições clínicas especiais ou com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário; trabalhadores portuários; funcionários do sistema de privação de liberdade; população privada de liberdade, e adolescentes em medidas socioeducativas.

As pessoas da primeira e segunda fases que ainda não se vacinaram devem procurar a Unidade de Saúde para serem imunizadas. São elas: professores, idosos, crianças de 6 meses a 5 anos, 11 meses e 29 dias, gestantes, puérperas (até 45 dias pós-parto), povos indígenas e trabalhadores da saúde.

O secretário de Saúde Cleber de Faria alerta que os grupos prioritários devem procurar os postos de vacinação para receber o imunizante contra a gripe. “Esta vacina é tão importante quanto todas as outras. A única restrição é respeitar o tempo mínimo após a vacinação contra a Covid, que deve ser de 14 dias”, explicou.

Publicações relacionadas

X