Fabriciano faz “Dia D” pela saúde do sangue com orientações e prevenção de doenças

 Fabriciano faz “Dia D” pela saúde do sangue com orientações e prevenção de doenças

(Divulgação/Pixabay)

Numa ação que envolve 14 Unidades Básicas de Saúde, a Prefeitura de Coronel Fabriciano faz nesta quarta-feira, 30/6, um dia especial para alertar a população sobre as doenças que acometem o sangue, as formas de prevenção e de tratamento e também as atitudes de solidariedade, como a doação de sangue e medula para quem tem no sangue do próximo uma esperança de cura.

O “Dia D” pela saúde do sangue tem por objetivo levar informação para os usuários do sistema de saúde, descobrir os sintomas das doenças do sangue e promover a prevenção como forma de reduzir os índices de infecções. De acordo com a Secretaria de Governança da Saúde, as doenças que mais preocupam são as anemias.

Segundo Luanna Cristina Valentim Souza, responsável pelo Programa de Promoção à Saúde, ainda é preciso combater os mitos que existem sobre as anemias. “Muita gente ainda pensa que anemia é apenas uma deficiência de ferro, como foi propagado ao longo dos anos. Nós precisamos mostrar o perigo dessas doenças, que são silenciosas e que se não forem tratadas podem levar a sérios problemas de saúde”, disse.

Segundo Luanna, as anemias podem ter várias origens, como as que ocorrem por falta de nutrientes, como ferro e vitamina B12, as provocadas por doenças na medula óssea, as hereditárias e as causadas por doenças crônicas ou autoimunes. Luanna alerta para os sinais da doença: “que são cansaço, falta de apetite, falta de ar, tontura, palidez, dor de cabeça, olhos amarelados. Diante de qualquer um destes sintomas é preciso procurar a unidade de saúde para melhor diagnóstico médico”, diz.

 

PREVENÇÃO

A enfermeira Renata Concessa Fernandes, da Unidade Básica de Saúde do bairro Caladão, lembra que o consumo diário de alguns alimentos que possuem grande concentração de ferro, vitaminas B12 e sais minerais, ajuda muito na prevenção das anemias. “Podemos citar os de origem vegetal verde-escuros, como couve, brócolis e agrião, e os de origem animal, como carnes bovinas, peixes e aves”, recomenda.

Para melhor absorção dos nutrientes, é importante associar a ingestão dos alimentos ao consumo de frutas, como laranja, acerola e limão. Ao mesmo tempo, produtos como café e leite consumidos imediatamente após a refeição podem reduzir a absorção dos nutrientes.

Para também qualificar suas equipes, a Secretaria de Governança da Saúde promoverá no dia 21 de julho um seminário sobre Oncologia, Hematologia e Oncologia Ortopédica. O evento será destinado aos profissionais da rede pública de saúde.

 

Publicações relacionadas

X