Bolsonaro alfineta Ivete Sangalo e Zé de Abreu ao falar sobre mudanças na Lei Rounet

 Bolsonaro alfineta Ivete Sangalo e Zé de Abreu ao falar sobre mudanças na Lei Rounet

Presidente Jair Bolsonaro e a cantora Ivete Sangalo Foto: Montagem com fotos de reprodução

Após receber alta médica do hospital, o presidente da República concedeu uma entrevista coletiva

 

Ao receber alta do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, onde estava internado desde a madrugada desta segunda-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro (PL) concedeu uma entrevista coletiva. Ao falar sobre mudanças na Lei Rounet, o presidente acusou artistas de se beneficiarem indevidamente da lei de incentivo à cultura, Lei Rouanet, e citou a cantora Ivete Sangalo e o ator Zé de Abreu.

Veja: Presidente Bolsonaro é internado com obstrução intestinal

“Estamos mexendo na Lei Rouanet. Quando entrei no governo, o limite para artistas era de R$ 10 milhões por ano. Eu passei imediatamente para R$ 1 milhão. Conversando com o Mario Frias agora e vamos passar, nos próximos dias, para R$ 500 mil. Queremos atender aquele artista que está começando a carreira, e não figurões ou figuronas como a querida Ivete Sangalo”, disparou o chefe do Executivo federal.

“Ela [Ivete Sangalo] está chateada, o Zé de Abreu está chateado porque acabou aquela teta gorda deles de pegar até R$ 10 milhões da Lei Rouanet e defender o presidente de plantão. Não quero que me defendam, quero que falem a verdade ao meu respeito. Fizemos muita coisa”, completou Bolsonaro.

A crítica do presidente é uma resposta a um vídeo que viralizou na última semana de dezembro a respeito de um show da cantora, no qual ela incentivava um coro com ofensas contra o presidente. Veja o momento:

Já Zé de Abreu tem posicionamentos políticos muito declarados — ele é filiado ao Partido dos Trabalhadores (PT) e faz críticas nas redes sociais ao governo de Jair Bolsonaro.

Publicações relacionadas

X