Médico de Bolsonaro só chegará ao Brasil na madrugada de terça-feira

 Médico de Bolsonaro só chegará ao Brasil na madrugada de terça-feira

(Reprodução/ Metrópoles)

Cirurgião Antônio Luiz Macedo afirmou à coluna que seu avião só decolará de Bahamas para o Brasil às 19h desta segunda-feira (3/1)

Médico do presidente Jair Bolsonaro, o cirurgião Antônio Luiz Macedo disse à coluna que só deve chegar ao Brasil na madrugada desta terça-feira (4/1), e não na tarde desta segunda-feira (3/1), como o atual chefe do Palácio do Planalto havia anunciado mais cedo.

“O avião sai daqui de Bahamas às sete horas da noite. Ele deve chegar ai entre uma e duas (horas) da manhã”, afirmou o médico à coluna por mensagem. Macedo viajará para o Brasil em um avião fretado pelo hospital Vila Nova Star, onde Bolsonaro está internado.

O cirurgião disse ainda não saber se o presidente da República precisará passar por uma cirurgia. De acordo com o médico, o martelo só será batido após ele fazer um exame de palpação no chefe do Palácio do Planalto. Até lá, Bolsonaro seguirá internado.

O presidente interrompeu suas férias em Santa Catarina e viajou para se internar em São Paulo na madrugada desta segunda, após sentir dores abdominais no domingo (2/1). Boletim médico do Vila Nova Star informou que Bolsonaro está com obstrução intestinal.

O problema ocorre quando a passagem das fezes pelo intestino está total ou parcialmente bloqueada. A obstrução impede a passagem dos alimentos digeridos pelo intestino. Por isso, os produtos dessa digestão, como fezes, gases intestinais e secreções digestivas, acumulam-se e aumentam a pressão dentro do intestino.

Bolsonaro e sua comitiva estavam no litoral de Santa Catarina desde o dia 27 de dezembro, e a saída deles foi feita antes do esperado. O desembarque do presidente e sua família no Aeroporto de Congonhas (SP), na capital paulista, ocorreu por volta de 1h30 desta madrugada.

Atualização 05/01

O presidente Jair Bolsonaro (PL) recebeu alta hospitalar na manhã desta quarta-feira (5), após dois dias internado na capital paulista.

Em coletiva de imprensa antes de deixar o hospital, o médico que acompanha o presidente desde 2018, Antônio Luiz Macedo, disse que o problema foi provocado por conta de um camarão não mastigado corretamente.

“Eu não almoço, eu engulo. A peixada tinha uns camarõezinhos também, comi e mastiguei o peixe e comi o camarão”, disse Bolsonaro.

“O camarão não foi mastigado, é o que ele tá explicando. A gente pede pra que todos fazerem o que a gente faz: mastigar 15 vezes cada garfada”, completou Macedo.

O presidente Jair Bolsonaro na manhã desta quarta-feira (5) no Hospital Vila Nova Star, na zona sul de São Paulo, onde estava internado deste a madrugada da última segunda-feira (3). — Foto: ALOISIO MAURICIO/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Nesta terça (5), foi descartada a necessidade de Bolsonaro passar por uma nova cirurgia. A obstrução no intestino se desfez com medicamentos, e ele pode iniciar uma dieta líquida.

Os médicos afirmaram que o procedimento é de alto risco e só considerado em casos emergenciais.

“Normalmente nestes quadros nós não operamos direto, se faz uma sonda gástrica, hidratação nasoenteral. Como tem uma saúde graças a Deus muito boa, recupera rapidamente, tanto que no dia que eu cheguei, o intestino ainda estava começando a funcionar e no dia seguinte já estava bem”, afirmou Macedo.

Fonte: Metrópoles e G1

Publicações relacionadas

X