Capital da Ucrânia é bombardeada por tropas russas horas antes das rodadas de negociações sobre cessar fogo

 Capital da Ucrânia é bombardeada por tropas russas horas antes das rodadas de negociações sobre cessar fogo

(Reprodução/ Internet)

Kiev, capital da Ucrânia, voltou a ser alvo de bombardeios nesta quinta-feira (03), no oitavo dia de ataques russos contra o país. As novas investidas se dão a poucas horas de uma nova rodada de negociações entre Ucrânia e Rússia para um eventual cessar-fogo e retirada das tropas russas. A conversa ocorrerá em Brest, em Belarus.

A Rússia intensificou a ação das tropas e já pressiona ao menos 16 cidades ucranianas. Essas províncias sofrem bombardeios massivos, para viabilizar a tomada de poder pelo Exército do presidente russo, Vladimir Putin.

Na noite dessa quarta-feira (02), o Ministério da Defesa ucraniano informou a morte de seis pessoas, entre elas duas crianças. O ataque em Izium, na região de Kharkiv, teria começado às 23h59 (horarário da Ucrânia).

Na primeira rodada de conversa entre os países, no dia 27 de fevereiro, representantes da Rússia e da Ucrânia se reuniram na tentativa de paralisar a guerra. A tensão foi elevada ao extremo após o presidente russo, Vladimir Putin, colocar “forças nucleares em alerta”.

Além de Kiev, capital ucraniana e coração do governo Chemihiv, Ivankiv, Zhytomyr, Lviv, Chemowitz, Kherson, Odessa, Mykolaiv, Kamianske, Dnipro, Kharkiv, Mariupol, Belgorod, Boryspil e Chernobyl estão sob a mira dos russos.

Nas últimas horas, Kiev, Kharkiv, Kherson e Mariupol enfrentaram as situações mais dramáticas. Civis são o alvo da ação militar, e a Ucrânia já fala em 2 mil mortos.

Segundo os serviços de saúde ucraniano, só em Kharkiv pelo menos 34 civis morreram nas últimas 24 horas.

Os russos sitiaram Kiev, capital ucraniana e centro do governo nacional. O Exército diz ter dominado Kherson durante a madrugada dessa quarta-feira.

Publicações relacionadas

X