Covid-19: Áustria aplicará multa de mais de R$ 25 mil a não vacinados

 Covid-19: Áustria aplicará multa de mais de R$ 25 mil a não vacinados

Manifestantes protestaram no último sábado (20) contra novas medidas do governo austríaco (JOE KLAMAR/AFP)

Governo iniciou nesta segunda-feira (22) o quarto lockdown do país para tentar conter nova onda da doença que atinge a Europa

O governo da Áustria anunciou que pessoas que escolherem não ser vacinadas contra a Covid-19 poderão pagar até 4.000 euros (o equivalente a R$ 25,1 mil) de multa. A medida poderá entrar em vigor a partir de fevereiro do ano que vem, dando aos cidadãos do país mais de dois meses para se imunizarem.

De acordo com a Bloomberg, a ministra da Constituição, Karoline Edtstadler, afirmou que aqueles que atrasarem ou se recusarem a tomar as doses de reforço também poderão ser multados a partir de 1.500 euros (R$ 9,4 mil).

Nesta segunda-feira (22), a Áustria iniciou o quarto lockdown em uma tentativa de conter o aumento do número de casos no país. Cerca de 66% da população se vacinou contra a Covid-19, ficando atrás de Alemanha, Dinamarca, França e Itália.

A medida do governo austríaco não foi bem recebida por parte da população, que se reuniu nas ruas no último sábado (20) para protestar. Cerca de 40 mil pessoas compareceram à manifestação, que terminou com seis pessoas presas pelas forças de segurança locais.

Segundo a Reuters, restaurantes, cafés, bares, teatros, comércios não essenciais e cabeleireiros não poderão abrir as portas pelos próximos dez dias. A medida pode se estender por até 20 dias, afirmou o governo.

“É uma situação a que temos que reagir agora”, disse o ministro da Saúde, Wolfgang Mueckstein, à ORF TV na noite de domingo. “Um lockdown, um método relativamente duro, uma marreta, é a única opção para diminuir os números [de infecções] aqui.”

Fonte: R7

Publicações relacionadas

X