Maradona sofreu queda e bateu a cabeça dias antes de morrer

 Maradona sofreu queda e bateu a cabeça dias antes de morrer

Seis dias antes de falecer, o craque Diego Maradona sofreu uma queda e bateu o lado direito da cabeça quando ainda se recuperava de uma cirurgia no cérebro. O fato foi relatado pelas enfermeiras aos investigadores e divulgado pela TV C5N, de Buenos Aires. Segundo as profissionais de saúde, nenhum estudo foi feito para averiguar se o golpe ocasionou outras lesões. O incidente aconteceu na quinta-feira (19), na casa do ídolo, em Tigre. A informação sobre a queda é fundamental para saber se houve ou não negligência no atendimento de Maradona.

Indiciada por homicídio culposo, a equipe médica responsável pelo craque teve conhecimento dos fatos, assim como a psiquiatra Agustina Cosachov. Ricardo (sobrenome não divulgado) e Dahiana Gisela Madrid, os dois profissionais que cuidavam do atleta em suas últimas 24 horas de vida, reportaram as informações sobre a queda para as autoridades. Ricardo disse que a colisão aconteceu do lado direito do crânio, justamente onde foi realizada a cirurgia.

Quando questionado sobre o assunto, Leopoldo Luque, médico pessoal de Maradona e chefe da equipe, afirmou em entrevista coletiva que não tinha conhecimento sobre os fatos.

– Se houve algo, a autópsia vai revelar – afirmou em entrevista coletiva realizada em sua casa, no bairro de Adrogué.

A emissora C5N especulou que a queda pode ter sido devido a uma falta de firmeza nos joelhos já debilitados de Maradona, mas os médicos não confirmaram a teoria.

CONTRADIÇÕES NOS DEPOIMENTOS
A equipe de saúde investigada pela Justiça tem caído em contradições.

Maradona e Leopoldo Luque tiveram uma discussão no dia 19, mesma data da queda, e o atleta expulsou o médico aos empurrões.

– Minha relação com ele era assim, ele me expulsava e depois me telefonava – explicou Luque.

Ele alegou que optou por recuar e não contrariar o ídolo do futebol, e que a visita do dia 19 foi sua última. Entretanto, enfermeiros relataram que Leopoldo esteve na casa de Maradona na sexta e no domingo para retirar os pontos da cirurgia e checar como o paciente estava.

A enfermeira que cuidou do craque à noite também se atrapalhou nas declarações. Inicialmente, ela alegou que não entrou no quarto dele pela manhã, mas em seu depoimento oficial à polícia, afirmou que ela foi checar como Maradona estava, mas ele não quis ter seus sinais vitais registrados.

 

Publicações relacionadas

X