Inscrições para o ProUni começam na próxima segunda-feira

 Inscrições para o ProUni começam na próxima segunda-feira

Imagem: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Começa na próxima segunda-feira (1), o período de inscrições do Programa Universidade para Todos (Prouni) para o segundo semestre de 2022. As inscrições podem ser feitas até 4 de agosto.

Para participar do Prouni, o candidato deve ter realizado o Enem e atingido, no mínimo, a média de 450 pontos em cada matéria do exame. Além disso, o estudante não pode ter zerado a prova de redação e nem ter participado como treineiro.

Para conseguir acesso à bolsa integral, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Já para obter bolsa parcial, que cobre (50%) do valor da mensalidade, a renda pode chegar a 3 salários mínimos. O edital ainda não foi divulgado, mas as inscrições serão gratuitas e devem ser efetuadas pelo site.

Novidades

Uma das novidades desta edição é que a inscrição deverá ser feita por tipo de modalidade de concorrência, que são: ampla concorrência e ações afirmativas. Com isso haverá ainda uma ordem de prioridade para a classificação dos candidatos inscritos conforme cada modalidade escolhida.

Outra mudança é a ampliação dos critérios de origem escolar do estudante que deseja disputar as bolsas do Prouni. A classificação observará a modalidade de concorrência escolhida pelo estudante em sua inscrição por curso, turno, local de oferta, instituição, e dentro de cada modalidade deverá ser obedecida a ordem decrescente das notas do Enem e, segundo o Edital, priorizada a seguinte ordem:

  • professor da rede pública de ensino, exclusivamente para os cursos de licenciatura e pedagogia destinados à formação do magistério da educação básica, se for o caso e se houver inscritos nessa situação;
  • estudante que tenha cursado o ensino médio integralmente em escola da rede pública;
  • estudante que tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
  • estudante que tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista;
  • estudante que tenha cursado o ensino médio integralmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição; e
  • estudante que tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista parcial da respectiva instituição ou sem a condição de bolsista.

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

 

Fonte: Agência Brasil

Publicações relacionadas

X