8 filmes para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+

 8 filmes para celebrar o Dia do Orgulho LGBTQIA+

Imagem: montagem/reprodução

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ é comemorado no dia 28 de junho para marcar a Rebelião de Stonewall, que aconteceu nesta data em 1969 em Greenwich Village, em Nova York, em luta pelos direitos das pessoas LGBTQIA+. A data é um marco para a luta da comunidade que busca por direitos iguais e é celebrada por diversos setores da sociedade.

Ao longo dos anos, o cinema vem se mostrando como um relevante apoiador da luta, ao contar histórias com a temática e trazer a tona a realidade da comunidade, seja através de documentários e histórias reais, como também em obras fictícias.

Pensando nisso, o Portal MaisVip elaborou uma lista com 8 filmes e séries para celebrar o Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+.

Moonlight, sob a luz do luar, 2016

Disponível no Prime Video, HBO Max e Netflix

O drama retrata a história de diferentes momentos da vida de Chiron, um jovem negro que descobre a própria sexualidade em meio a uma realidade de pobreza, crime e drogas enquanto cresce num bairro violento de Miami (EUA). Vencedor de três Oscar (inclusive de melhor filme), seu elenco é formado por nomes como Mahershala Ali, Trevante Rhodes, Ashton Sanders, Alex Hibbert, Naomie Harris, Janelle Monáe, Andre Holland e Jharrel Jerome.


Retrato de uma Jovem em Chamas, 2019

Disponível no Telecine

O filme francês apresenta duas protagonistas: a pintora Marianne (Noémie Merlant) e Héloïse (Adèle Haenel), uma jovem prometida em casamento contra sua vontade. Enquanto Marianne tenta capturar a essência da noiva sem seu conhecimento, uma paixão surge entre as duas.


Bohemian Rhapsody, 2018

Disponível no Star+

Vencedor de 3 Oscar, o filme é baseado na história de vida do superastro Freddie Mercury (vivido por Rami Malek), vocalista da banda inglesa Queen. Ele e seus companheiros Brian May (Gwilyn Lee), Roger Taylor (Ben Hardy) e John Deacon (Joseph Mazzello) mudam o mundo da música para sempre, durante a década de 1970. E os quatro se veem obrigados a encarar o desafio de conciliar a fama e o sucesso com suas vidas pessoais, incluindo o resultado positivo de Mercury para HIV.


Hoje Eu Quero Voltar Sozinho, 2014

Disponível na Netflix

Um dos filmes brasileiros mais importantes para a comunidade LGBTQIA+, “Hoje Eu Quero Voltar Sozinho” mostra como a vida de Leonardo (Ghilherme Lobo), um estudante do ensino médio cego, muda quando um novo aluno entra na escola. De forma leve, o filme apresenta os sentimentos inesperados que a chegada de Gabriel (Fabio Audi) traz.


Stonewall – Onde O Orgulho Começou, 2016

Disponível no Telecine

o filme retrata a história do jovem Danny Winter (Jeremy Irvine) que, após ser expulso de casa pelo pai por ser gay (em 1960), se muda do interior para Nova York. Na cidade grande, ele é acolhido por um grupo LGBT e descobre novas ideias políticas às vésperas da rebelião de Stonewall, quando lésbicas, gays, bissexuais e transgêneros enfrentaram a polícia de Nova York, que resultou no surgimento da Parada Gay, festival que se espalhou ao redor do mundo.


Boy Erased: Uma Verdade Anulada, 2018

Disponível no Amazon Prime

O jovem Jared, de apenas 19 anos, mora em uma pequena cidade conservadora do Arkansas. Ele é gay e filho de um pastor da Igreja Batista. Em um certo momento de sua vida, Jared é confrontado pela família e precisa escolher entre arriscar perdê-la ou entrar em um programa de terapia que busca tentar “curar” sua homossexualidade.


Pose, 2018

Disponível no Star+

Centrada na vida de Blanca, esta produção é uma série que conta a história da cultura de bailes, da comunidade gay e trans, da crise violenta da AIDS e do declínio do capitalismo, ambientada nos anos 1980. A trama explora com sensibilidade as experiências de pessoas LGBTQIA+, especialmente as trans, entregando ao público um enredo emocionante e pouco visto.

Ela é considerada como a produção com a maior presença de atores transexuais. No último Globo de Ouro, a atriz Michael Jaé Rodriguez foi a primeira mulher trans a ganhar uma estatueta, além da representatividade, uma parte do lucro da produção é revertido à comunidade.


Heartstopper, 2022

Disponível na Netflix

A série romântica acompanha Charlie, um menino gay assumido, recém saído de um relacionamento nada bom. Nesse contexto, ele conhece Nick, o atleta do grupo popular da escola. A partir daí, o crush se instaura e eles passam a criar uma ligação especial. Heartstopper se tornou uma das séries mais populares da Netflix desde o lançamento. A primeira temporada da série tem 8 episódios, que foram adaptados da Webcomic de Alice Oseman, escritora e ilustradora inglesa.

 

 

Para mais notícias clique aqui e também nos siga nas redes sociais @maisvipoficial

Publicações relacionadas

X