Após salmonela na Europa, governo notifica dona do Kinder Ovo no Brasil

 Após salmonela na Europa, governo notifica dona do Kinder Ovo no Brasil

Imagem: Getty Images

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça e Segurança Pública, notificou a Ferrero do Brasil, dona das marcas Kinder Ovo, Nutella e Ferrero Rocher, após produtos da marca terem sido retirados das prateleiras na Europa por suspeita de contaminação pela bactéria salmonela.

Em nota, a pasta informa que determinou que a empresa esclareça as medidas adotadas para evitar infecção aos consumidores brasileiros, ou que faça o recall dos produtos no país.

Na semana passada, no entanto, a empresa já afirmou que os chocolates da marca vendidos no Brasil não estão sob suspeita de contaminação.

Isso porque os produtos alvos do recall na Europa foram fabricados na Bélgica. Já os vendidos no Brasil são produzidos na América do Sul, embora a empresa não tenha especificado em qual ou quais países estão localizadas essas fábricas.

Segundo o Valor Online, a companhia tem fábrica no estado de Minas Gerais, onde fabrica a Nutella e o creme do bombom Ferrero Rocher.

De acordo com o G1, a Ferrero Brasil informou que ainda não recebeu qualquer notificação oficial da Senacon.

A empresa afirmou ainda que entrou em contato voluntariamente com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), “esclarecendo os fatos e colocando-se à disposição para quaisquer informações adicionais”.

Segundo a empresa, o recall realizado em outros países refere-se apenas a produtos das linhas Kinder Surprise, Kinder Mini Eggs, Kinder Surprise Maxi 100g e Kinder Schokobons fabricados em Arlon, Bélgica. “Estes produtos não são vendidos pela Ferrero no Brasil, portanto não há que se falar em retirada destes itens do país”, diz a Ferrero em nota.

Imagem: Victoria Jones/PA Images via Getty Images

Recall na Europa
Na semana passada, produtos da marca Kinder vendidos em diversos países da Europa foram retirados dos mercados após uma suspeita de contaminação pela bactéria salmonela.

Foi solicitada a devolução dos produtos Kinder produzidos nas fábricas de Arlon, na Bélgica, os quais eram comercializados na França, na Bélgica, no Reino Unido, na Irlanda do Norte, na Alemanha e na Suécia.

No Reino Unido, foram registrados 63 casos de contaminação por salmonela, disse à AFP uma porta-voz das autoridades sanitárias britânicas.

Na França, 21 pacientes foram informados pelo Centro Nacional de Referência de Salmonela do Instituto Pasteur e, deste, 15 relataram terem consumido os produtos Kinder em questão, segundo o órgão nacional responsável pela saúde pública. A idade média dos casos é de 4 anos.

As intoxicações alimentares causadas por salmonela causam transtornos gastrointestinais, com frequência acompanhados de febre nas 48 horas seguintes ao consumo.

 

Para mais notícias clique aqui. Nos siga nas redes sociais! @maisvipoficial

 

Fonte: G1

Publicações relacionadas

X