“Semana do Brasil” deve trazer bom movimento às lojas a partir de sexta

 “Semana do Brasil” deve trazer bom movimento às lojas a partir de sexta

(Divulgação/Sindcomércio)

Campanha promocional ocorre de 03 a 13 de setembro. Além de oferecer preços mais baixos, empresas estarão enfeitadas de verde e amarelo

IPATINGA – O comércio regional estará mais movimentado que o habitual a partir da próxima sexta-feira (03), quando iniciará, em todo o país, a “Semana do Brasil”. A iniciativa é uma campanha promocional lançada pelo Governo Federal, em 2019, com o objetivo de movimentar a economia em um mês historicamente fraco em vendas.

“Setembro é o mês da Independência e está entre o Dia dos Pais e o Dias das Crianças. Sempre foi um período de queda no consumo em vários segmentos de mercado. Porém, nos últimos dois anos, essa realidade mudou, ainda que timidamente. Em 2021, a nossa expectativa é que haja ainda mais adesão à Semana do Brasil”, pontua o presidente do Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Bens e Serviços (Sindcomércio) do Vale do Aço, José Maria Facundes.

Oficialmente, a Semana do Brasil será de 03 a 13 de setembro, mas há empresas antecipando as promoções. “A ideia é enfeitar as lojas de verde e amarelo e com bandeiras do nosso país. Tradicionalmente, setembro já é um mês em que o orgulho de ser brasileiro está mais latente, por conta do feriado de Indepedência do Brasil”, observa o presidente do sindicato. “Nós, empresários, devemos unir esse patriotismo mais intenso dos próximos dias a boas promoções e liquidações”, aconselha.

Black Friday verde e amarela
Inicialmente, conforme esclarece Facundes, a ideia era antecipar a Black Friday para setembro. Porém, a “sexta-feira negra” já estava bem estalecida junto aos consumidores no penúltimo mês do ano. Assim, inspirado no varejo norte-americano, que costuma realizar promoções em feriados nacionais históricos, foi criada a Semana do Brasil.

Dicas
Por último, o presidente do Sindcomércio explica que, assim como na Black Friday, na Semana do Brasil não é recomendável ao empresário dar descontos aleatórios. “A nossa orientação ao lojista é escolher um item de alto valor agregado ou muito desejado, abaixando consideravelmente o seu preço. Será este produto que chamará atenção para a loja e, consequentemente, forçará a saída de outras mercadorias”, finaliza.

Publicações relacionadas

X