Romeu Zema não vai fechar Minas Gerais na próxima segunda (29)

 Romeu Zema não vai fechar Minas Gerais na próxima segunda (29)

Circula nas redes sociais na tarde desta sexta-feira (26), um vídeo do governador Romeu Zema, onde ele diz que irá sobrepor a autoridade dos prefeitos dos 853 municípios do estado, decretando calamidade pública em toda a extensão de Minas Gerais. A medida, de acordo com a publicação em grupos de WhatsApp, valeria a partir da próxima segunda (29).

Diante da densa nuvem de informações, a equipe do Portal MaisVip entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do governo estadual, que informou o vídeo em questão foi gravado em março deste ano, ainda no início da pandemia do novo coronavírus e não representa, necessariamente, medidas condizentes com o atual cenário da crise sanitária.

Zema não descarta lockdown

De acordo com o governador, o estado está próximo do pico da pandemia. Atingindo o contágio máximo no começo de julho. Zema cogita a hipótese de adotar o bloqueio total em algumas regiões do estado, incluindo o Vale do Aço, e disse, na última quarta (24),  que a chance de se decretar o lockdown é de 90%.

“Poderemos ter o lockdown, sim, mas em determinadas regiões onde a incidência está muito acima do que seria considerado adequado”, disse.

Nesta quinta (25), em resposta às declarações do governador, o prefeito de Coronel Fabriciano, Dr. Marcos Vinícius, afastou a possibilidade de fazer um lockdown em Fabriciano. Segundo ele, o sistema de Saúde do município comporta uma estrutura suficiente para receber os pacientes infectados pelo novo coronavírus. O executivo acredita que a cidade não pode ser penalizada pela situação de calamidade de outros municípios.

Leia Mais: “Não fecho Fabriciano nem um dia a mais”, diz Marcos Vinícius

“Eu vejo o estado só com falas lamentáveis. Desde o início da pandemia vemos falas e decretos que o governador, inclusive, não tem coragem de assinar o nome dele nos decretos. Se a gente sabe que o isolamento social serve para preparar o sistema de Saúde, do que adianta a gente ficar isolado à essa altura do campeonato, onde já estamos no quarto mês da pandemia no Vale do Aço? Pra gente ficar mais 14 dias em isolamento sem nenhum investimento (do governo estadual) em Saúde?”, questiona.

Publicações relacionadas

X