Morador de rua diz que mulher o convidou para ‘brincar’; em novos áudios ela contou toda a história

 Morador de rua diz que mulher o convidou para ‘brincar’; em novos áudios ela contou toda a história

(Foto: Reprodução)

Nos últimos dias, circulou pelas redes sociais um flagrante de uma agressão em um morador de rua. O caso tem deixado a internet curiosa por conta do desenrolar da história.  O morador de rua foi agredido por um personal após ter sido pego tendo relações sexuais com a esposa do homem, dentro do carro dela. O caso ocorreu na última quarta-feira (9) em Planaltina, Distrito Federal, e é apurado pela Polícia Civil.

Em depoimento a PC, o morador de rua disse que, por volta das 21h30 de terça-feira (8), um carro parou nas proximidades da Escola Paroquial, e dentro dele, estaria a companheira do personal trainer. Após estacionar, ela teria o chamado e dito: “Vamos brincar?”. Após, o sem-teto disse ter sido convencido pela mulher a entrar no veículo.

Sobre a agressão, ele declarou que enquanto tinha relações sexuais no carro, um “homem bravo invadiu o veículo” e iniciou a briga. O morador de rua afirmou que não conhecia a mulher e não a estuprou.

Mulher diz em depoimento que “tinha que seguir o seu propósito”

Circula na web áudios do depoimento da mulher, onde ela detalha o acontecido. Conforme o depoimento, a história teve início bem antes do ato no carro e que ela e sua sogra havia prestado ajuda ao sem-teto antes, no mesmo dia.

Segundo informações iniciais levantadas pela Polícia Militar (PM), os militares e Eduardo acreditavam que o homem havia estuprado a mulher. Porém, Sandra afirmou que a relação sexual ocorreu de maneira consensual. Ela ainda relatou que viu as imagens do marido e de Deus no rosto do rapaz em situação de rua e que, por isso, fez sexo com ele.

“Outras vezes enxergava como Deus, outras como o Eduardo. Me confundi, teve uma hora que todas as coisas que ele estava falando estava fazendo sentido. Ele foi me pedir um beijo e eu deixei na frente da minha sogra. A minha sogra repreendeu e ficou desesperada. Ela repreendendo, repreendendo e pedindo ao Senhor: ‘se o Edu ver isso, vai matar ele’. E ele saiu depois do beijo. Entrei no carro, ele continuou falando: ‘vem sozinha, eu me encontro na rodoviária. Falei: ‘eu vou’”, contou Sandra.

Veja

 

Nas redes sociais, por meio de um vídeo, Eduardo revelou que Sandra foi internada para se tratar, e complementou dizendo que ainda acredita que a esposa foi abusada sexualmente pelo homem em situação de rua.

“Estão gerando conteúdo ofensivo contra a minha esposa, onde sofreu violência sexual por um morador de rua e, diante disso, vejo que os fatos têm sido transmitidos de maneira errônea por ambas as partes, sendo que deveria estar preocupado é a saúde dela, até porque ela se encontra internada. Venho pedir que pare com essa divulgação, porque está prejudicando toda a família, quando os cuidados deveriam estar sendo voltados apenas na melhora dela”, disse Eduardo.

O caso segue em investigção pela Polícia Civil.

Para mais notícias como esta, clique aqui. Nos siga nas redes sociais! @maisvipoficial

Publicações relacionadas

X