Regina Duarte está fora da secretaria especial de Cultura

 Regina Duarte está fora da secretaria especial de Cultura

Carolina Antunes/PR

O presidente da República, Jair Bolsonaro, anunciou, nesta quarta-feira (20), que a atriz Regina Duarte não está mais no comando da secretaria especial de Cultura.

A gestão da artista durou pouco mais de dois meses. A intenção do governo com sua escolha era a de apaziguar a pasta após polêmica envolvendo discurso do ex-secretário Roberto Alvim, que teria citado falas nazistas na apresentação de um projeto nacional de cultura. À época, o episódio mobilizou grande parte da classe artística contra o governo.

Regina Duarte, a despeito do cargo que ocupava, não agradava a ala olavista do governo que queria um representante mais ideológico para a pasta do que a atriz.

Em vídeo compartilhado na rede social Twitter, o presidente aparece ao lado de Regina, afirmando que ela assumirá a Cinemateca em São Paulo:

“Regina Duarte relatou que sente falta de sua família, mas para que ela possa continuar contribuindo com o Governo e a Cultura Brasileira assumirá, em alguns dias, a Cinemateca em SP.”

Bolsonaro acrescentou: “nos próximos dias, durante a transição, será mostrado o trabalho já realizado nos últimos 60 dias.”

Regina Duarte assumiu a pasta em 4 de março. A pandemia de coronavírus acabou impedindo que a atriz implementasse seus planos à frente da pasta.

Questionado sobre a permanência de Regina no governo, Jair Bolsonaro disse que só presidente e vice não podem ser trocados.

A ala política do Planalto tentava afastar as especulações sobre a possibilidade de saída de Regina, mas já havia se frustrado com a fala do presidente sobre a secretária na semana passada.

Publicações relacionadas

X