Covid-19: Presidente convocará jejum para que país ‘fique livre desse mal’

 Covid-19: Presidente convocará jejum para que país ‘fique livre desse mal’

 

 

Em entrevista ao programa “Os Pingo nos Is” da rádio Jovem Pan, nessa quinta-feira (2), o presidente Jair Bolsonaro disse que convocará um jejum religioso contra a Covid-19 para que o Brasil fique “livre desse mal”. Na manhã desta sexta-feira (3), Bolsonaro conversou com pastores evangélicos na entrada do Palácio da Alvorada e indicou que o jejum poderia ser convocado neste domingo (5).

A gente vai junto com pastores e religiosos anunciar para pedir um dia de jejum ao povo brasileiro em nome de que o Brasil fique livre desse mal o mais rápido possível”, disse o presidente na noite desta quinta-feira (2) em entrevista à rádio Jovem Pan.

A fala do presidente repercutiu bastante nas redes sociais na manhã de hoje. Confira alguns comentários de autoridades políticas sobre o assunto:

Deputado Federal Alexandre Frota (PSDB-SP):

Assessor Especial do Presidente Jair Bolsonaro Arthur Weintraub:

Deputada Estadual (PSOL-RS):

Senador Randolfe Rodrigues (Sustentabilidade):

Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos Damares Alves:

Deputado Federal David Miranda (PSOL-RJ):

Candidato à Presidência da República pelo PSOL, em 2018, Guilherme Boulos:

Deputado Estadual Gil Diniz (PSL-SP):

 

Durante a mesma entrevista, o presidente também disse que falta humildade ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para conduzir o Brasil neste momento de pandemia de Covid-19 e admitiu ainda que a relação entre eles não está boa.

“Olha, o Mandetta já sabe que a gente esta se bicando há algum tempo. Não pretendo demiti-lo no meio da guerra. Em algum momento, ele extrapolou. Respeitei todos os ministros, ele também. A gente espera que ele dê conta do recado. Tenho falado com ele. Ele está numa situação meio… Se ele se sair bem, sem problema. Nenhum ministro meu é indemissível”, disse Bolsonaro, em entrevista a rádio Jovem Pan.

Até essa quinta-feira (2), o número de casos confirmados do novo coronavírus no Brasil era de 7.011 casos. As secretarias estaduais de Saúde divulgaram, até as 11h30 desta sexta-feira (3), 8.165 casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil, com 333 mortes pela Covid-19.

Publicações relacionadas

X