avatar

Coluna do Danilo Emerich

@dicaspoliticas

avatar

Coluna do Danilo Emerich

Políticos precisam da imprensa e vice-versa

 Políticos precisam da imprensa e vice-versa

Freedom of Press

Você é a favor do fim da Globo? E da Record? E da imprensa inteira? Algum jornalista salva ou você é a favor que todos sejam extirpados da face da terra? “Uma escolha muito difícil”, não?

Pois bem, desde que surgiu a imprensa, a relação dela com a política foi bem próxima, seja para o bem ou para o mal. Não é porque uma matéria publicada fala mal do político que você gosta, que ele é “comunista” ou “golpista”. E não é porque ela fala bem de uma política pública, que o veículo é chapa-branca.

O papel do jornalismo é ser crítico. Contar histórias, apontando os erros, defeitos, esquemas de corrupção, absurdos e tudo mais que for noticiável. Fora disso, o resto é publicidade. Mas aí que entra a danada da isenção.

Em cidades menores, ela fica mais difícil. Os veículos de comunicação, sem o valor das assinaturas, precisam das verbas publicitárias das prefeituras, câmaras e grandes empresas para sobreviverem. Dessa forma, como você acha que haverá um jornalismo imparcial, crítico, investigativo, se esse veículo recebe dinheiro de quem ele, às vezes, poderia denunciar? Ele simplesmente, não faz a denúncia. E isso se aplica em rádios, jornais, portais e por aí vai.

E se não há crítica e nem denúncia, se há censura prévia causada por dependência financeira, a impressão será que tudo está lindo na cidade.

Mas como eu disse antes, desde que surgiu a imprensa, a relação com a política é de troca. Os políticos também precisam dos jornalistas para publicizar seus atos de mandato, de campanha, suas ideias e propostas. Os jornalistas são atores políticos, tanto quanto os próprios políticos. Quer um exemplo? Veja o papel da imprensa durante o início da Operação Lava Jato. Foi ali que o sentimento anti-PT cresceu tanto.

Não ache, por exemplo, que o presidente Jair Bolsonaro, um crítico ferrenho da imprensa, quer o fim total da imprensa. Justamente o contrário. Ele precisa da imprensa, tanto quanto ela precisa de Bolsonaro. Os holofotes, as pautas e tudo mais é simbiótico.

Mas você pode pensar: os jornalistas não têm compromisso com a verdade! Ok! Eu até concordo que veículos de comunicação possuem, sim, interesses e lados, mas querer o fim total da imprensa é ingênuo. Pois a imprensa é tão necessária na política, quanto a existência de políticos de oposição e a divergência de ideias. Isso se chama Democracia! Acostume-se com ela!

Publicações relacionadas

X