Prefeitura de Fabriciano avança na vacinação contra Covid-19 e já alcançou 60% dos imunizados com a segunda dose

 Prefeitura de Fabriciano avança na vacinação contra Covid-19 e já alcançou 60% dos imunizados com a segunda dose

A imunização completa contra a Covid 19 só é considerada após o indivíduo tomar a segunda dose da vacina. Ainda assim, a proteção de verdade só ocorre após 21 dias. Enquanto alguns municípios enfrentam dificuldades para encontrar pessoas que precisam tomar a segunda dose, visto que não tiveram controle cadastral na primeira imunização, Fabriciano já alcançou 60% dos imunizados com a segunda dose.

Segundo o secretário de Governança da Saúde, Ricardo Cacau, isso foi possível porque desde o início o município adotou uma postura de precaução, cadastrando os munícipes. Além disso, o município fez o cadastramento virtual no site institucional da prefeitura e tão logo iniciou a vacinação, realizou um rigoroso controle dos imunizantes guardando uma dose (2º dose ou reforço) para cada vacina aplicada (1º dose).

Mesmo com o controle cadastral, o secretário explica que considerando que a faixa-etária atual, pertencente a um grupo mais ativo, se fez necessário disponibilizar as Unidades de Saúde para um dia D como estratégia para 1ª dose e uma sala no Centro Administrativo Mariano Pires Pontes, no bairro Bom Jesus (antiga Fundação) para aplicação da 2ª dose. Em ambas as situações, os agendamentos são realizados pelas agentes comunitárias de saúde (ACS) da rede municipal.

É importante ressaltar que a 2ª dose precisa ser aplicada obrigatoriamente até 28 dias (Coronavac), e até 90 dias para a Astrazeneca.

ATENDIMENTO FACILITADO

Segundo a Gerente de Atenção Básica, Tatiana Cunha Franca, o município facilitou ao máximo a vida dos moradores para aplicação das duas doses.

“A 2ª dose também está sendo feita domiciliar para as pessoas acamadas e com dificuldades de mobilidade, e também na secretaria de saúde, para quem tem condições de vir aqui. Trabalhamos em horário estendido, das 7h às 16h, não paramos para almoço e procuramos vacinar rápido para não deixar nenhum idoso esperando”, diz Tatiana, lembrando que o tratamento humanizado é uma prática das políticas de saúde do município.

Quando toma a 1ª dose, o cidadão do município tem anotado no cartão de vacinas a data da 2ª dose para pode se programar. Com 72 anos, o Sr. Matosinho, marcou na agenda e foi cedo para se imunizar. “Retornei de Vitória (ES), onde fui prestar um serviço, para tomar a segunda dose. Não podia faltar”, disse. O médico pediatra, Dr. Enio José de Souza, também garantiu a segunda imunização. “Eu vim tomar a segunda dose da AstraZeneca e não encontrei dificuldade nenhuma. Muito bom”, elogiou.

MANTER OS CUIDADOS E PREVENÇÃO

Quem passa pela vacinação recebe também orientações para manter os cuidados e as medidas sanitárias de prevenção. “Estamos empenhados na conscientização. Você, idoso, que está vacinado, ainda pode contaminar outras pessoas, por isso, tem que manter o uso da máscara, o distanciamento social e álcool gel”, alerta Cacau.

Matosinho ouviu atentamente o recado. “Eu vou continuar tomando os cuidados. Lavo as mãos pra tudo e uso álcool gel. Evito passar a mão em tudo que é lugar e não tiro a máscara nem para trabalhar”, disse.

Publicações relacionadas

X