Feminicídio: para se vingar da ex, pai mata a filha autista e fere 4 familiares

 Feminicídio: para se vingar da ex, pai mata a filha autista e fere 4 familiares

Claudinei Tizon (pai e assassino), Géssica Tizon, Maria Gorete Dias (avó de Géssica), Claudete Tizon (mãe da Géssica), Adenir Pedro Dias (avô da Géssica) Foto: Reprodução/NDTV Blumenau/Stêvão Limana

A Polícia Civil de Santa Catarina prendeu um homem de 42 anos, suspeito de matar a própria filha, de 21 anos, e esfaquear mais quatro parentes da vítima, nesta segunda-feira (12), na cidade de Rodeio. Entre os feridos estão a mãe da jovem, de 39 anos, os avós dela, de 56 e 61, e o tio, de 34. Eles estão estáveis.

Segundo a investigação, Claudinei Tizon cometeu o crime ao descobrir que a ex-esposa e mãe da vítima, Claudete Tizon, foi a uma delegacia para solicitar uma medida protetiva contra ele.

De acordo com o G1, Géssica Dias Tizon, que tinha leve grau de autismo, foi esfaqueada pelo menos três vezes, e morreu ainda no local. A Polícia Civil afirma que ela foi assassinada ao tentar proteger a mãe das agressões do pai. O caso é tratado como feminicídio. Géssica estava visitando familiares quando foi morta.

O delegado que acompanha o caso, Ronnie Reis Esteves, informou que a mãe de Géssica havia conseguido uma medida protetiva contra o ex-marido por violência doméstica ainda na segunda-feira, dia do crime. No entanto, o oficial de Justiça não conseguiu entregar a intimação a tempo.

– A Polícia Civil encaminhou ao Poder Judiciário [o pedido de proteção], que imediatamente deferiu. Assim que o oficial de Justiça foi intimar o agressor, já se deparou com a situação – contou Ronnie.

O agressor irá responder pelo feminicídio da filha e tentativa de feminicídio contra a ex-mulher, além de tentativa de homicídio pelos outros ataques.

Fonte: Plen0 News

Publicações relacionadas

X