Tá procurando o quê?
Onde?

Proposta incluiu agentes da segurança pública na vacinação contra a Covid-19

 Proposta incluiu agentes da segurança pública na vacinação contra a Covid-19

Projeto de lei em tramitação na Câmara pretende incluir no grupo de vacinação contra a Covid-19 os agentes de segurança pública da cidade de Ipatinga. O PL/50, de autoria do vereador Ley do Trânsito (PSD), dispõe da imunização em caráter prioritário aos profissionais das polícias civil, militar e penal, além dos agentes socioeducativos. A matéria deve ser apreciada na próxima reunião ordinária da Câmara, prevista para ocorrer no dia 20 de abril.

Conforme o vereador, após os profissionais de saúde e os idosos, os servidores lotados nos órgãos de segurança pública estão no grupo mais vulnerável, pela constante exposição ao vírus. Ley do Trânsito, que é policial civil de carreira, destacou que inúmeros membros da corporação já foram contaminados pelo novo coronavírus e muitos deles tiveram que ser afastados de seus cargos, por apresentarem sintomas gripais.

“É primordial a vacinação em massa de todos os agentes, uma vez que esses profissionais não pararam de trabalhar em nenhum dia desde o início desta pandemia. Há um grande risco de termos o efetivo reduzido, haja vista que a cada momento um policial testa positivo à Covid-19”, argumentou o parlamentar.

De acordo com a Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra-MG), mais de 7 mil militares testaram positivo para a Covid-19, dos quais 155 morreram em decorrência da doença.

Segundo a justificativa da matéria, o Brasil ocupa a amarga posição de segundo país em que mais registrou mortes em decorrência de complicação da Covid-19.

Compra de imunizante

Ley enfatizou ainda que, caso não seja possível a vacinação dos agentes da segurança pública com as doses disponibilizadas pelo Governo Federal, seria importante o esforço da Administração Municipal para a compra direta das vacinas para atender esse grupo

no mais curto espaço de tempo, tendo em vista que o município já está autorizado por lei a negociar diretamente com os laboratórios a compra dos imunizantes.

“Sabemos da grande dificuldade de conseguir via Governo Federal um número maior de vacinas para imunizarmos a todos. Porém o Estado, no início do mês, já incluiu o setor de segurança pública na lista dos que devem ser vacinados. O processo já deve ser iniciado, uma vez que o Estado recebeu, no dia 1º de abril, um milhão de novas doses. Tenho acompanhado que o município não tem medido esforços para garantir que a vacinação aconteça de uma forma ágil. Tenho certeza que, se o projeto passar pela Câmara, ele será visto com bons olhos pelo prefeito”, completou o vereador.

Publicações relacionadas