Tá procurando o quê?
Onde?

Cruzeiro x Tombense: onde ver, possíveis times, arbitragem e tudo sobre o jogo

 Cruzeiro x Tombense: onde ver, possíveis times, arbitragem e tudo sobre o jogo

Felipe Conceição espera Cruzeiro com mais intensidade em retorno aos gramados — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro

Cruzeiro, Mineirão, bola rolando. O torcedor celeste estava com saudades desta combinação. Mas quer também que estes pilares entrem em sintonia e as vitórias se tornem uma constante. Na quinta posição do Campeonato Mineiro, com sete pontos, a Raposa encara o Tombense, sétimo colocado, um ponto atrás na tabela de classificação, às 16h de hoje, e não pode falhar no dever de casa, especialmente se o alvo for o G-4 do Estadual. O abril celeste reserva compromissos decisivos: a reta final do Mineiro, o clássico e o jogo mata-mata contra o América-RN, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Desde a paralisação estabelecida no dia 21 de março, quando a última lembrança do torcedor foi uma derrota sonolenta para o América, no clássico, por 1 a 0, mais de uma semana se passou. Tempo para Felipe Conceição reorganizar o elenco e trabalhar suas ideias de jogo. Ou seja, se o problema era tempo, a suspensão do Mineiro devido ao agravamento da pandemia proporcionou ao time condições de treinamento. Resta saber se, enfim, a teoria será também a prática.

O time tem dúvidas. Na zaga, a expectativa é pela volta de Manoel, uma vez que Brock está suspenso. Também fora devido a uma suspensão, Matheus Pereira será substituído por Alan Ruschel, desta vez em sua posição original. No meio-campo, a experiência de Jadson pode dar lugar ao retorno de Matheus Barbosa e, principalmente, a criação estará com Claudinho ou Marcinho. Já na frente, sem Moreno, que estava recentemente em amistosos com a seleção boliviana e não deve chegar em condições, Rafael Sóbis deve ganhar nova chance.

Incógnitas que serão levadas por Conceição que, em entrevista exclusiva à Super 91.7 FM, não quis confirmar o time, mas adiantou: a partir de agora, o Cruzeiro terá um time-base. Foram seis formações diferentes nos seis primeiros jogos do time na temporada. Chegou o momento do time procurar uma estabilidade.

“A gente busca neste segundo momento agora um pouco mais de padrão dentro das escalações, sempre que for possível, vai ter lesão, vai ter suspensão, mas sempre que possível já encontrar uma equipe base e lógico que, com o passar do tempo, uma mudança ou outra existirá assim como reforços para a Série B”, projetou Felipe Conceição.

“Estamos encontrando uma linha. O que eu posso prometer é que vai ter uma linha de regularidade maior do que antes. Precisamos crescer como um todo”, acrescentou o treinador.

Como chega o Tombense 

O time do técnico Bruno Pivetti vem de classificação à segunda fase da Copa do Brasil para pegar o Vasco, quando empatou com o Nova Mutum por 0 a 0, no dia 17 de março, e de um empate com o Patrocinense por 2 a 2, no dia 21 de março, pela quinta rodada do Mineiro. A única vitória do Tombense na atual edição do Mineiro foi em cima da URT, por 1 a 0, no dia 13 de março.

Histórico 

O Cruzeiro não levou muita sorte no ano passado quando pegou o Tombense. Perdeu por 2 a 0, em Tombos, pelo Estadual, naquela que foi apenas a segunda derrota do time celeste na história para o rival. A primeira foi em 2015, também pelo Mineiro, em jogo disputado no Gigante da Pampulha. Em oito jogos, foram cinco vitórias do Cruzeiro, um empate e dois triunfos do Tombense. A Raposa marcou 14 gols e sofreu oito.

Ficha técnica

Cruzeiro x Tombense 

Motivo: 6ª rodada do Campeonato Mineiro 2021
Horário: 16h
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (CBF-MG)
Auxiliares: Frederico Soares Vilarinho (CBF-MG) e Magno Arantes Lira (CBF-MG)
Transmissão: Rádio Super 91.7 FM e Premiere

Cruzeiro 

Fábio; Cáceres, Manoel (Weverton), Ramon e Alan Ruschel; Adriano, Matheus Barbosa e Claudinho (Marcinho); Felipe Augusto, Airton (Bruno José) e Rafael Sóbis. Técnico: Felipe Conceição

Tombense 

Felipe, David, Wesley, Matheus Lopes, Manoel, Rodrigo, Paulinho Dias, Jhemerson, Rubens, Caíque e Keké. Técnico: Bruno Pivetti

Fonte: O Tempo

Publicações relacionadas