Tá procurando o quê?
Onde?

Moro sobre atuação na Lava Jato: “Não me arrependo de nada”

 Moro sobre atuação na Lava Jato: “Não me arrependo de nada”

Foto: Reprodução

O ex-juiz Sergio Moro afirmou que não tem arrependimentos por seu trabalho durante a Operação Lava Jato, mesmo com a decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou a atuação dele parcial no caso do ex-presidente Lula. A fala foi dada durante uma live promovida pelo grupo Parlatório, com a presença de empresários e políticos, na noite de domingo (28).

– Não me arrependo de nada. Pelo contrário. Tenho muito orgulho do que foi feito na Operação Lava Jato – afirmou.

O ex-ministro da Justiça disse ser necessário desmistificar uma narrativa de criminalização da operação, e de que haveria um conluio de um juiz malvado com procuradores ambiciosos com intuito de prejudicar políticos.

– Quando se fala em criminalização da política pela Lava Jato, isso é uma grande bobagem. O que havia são pessoas que receberam ou que pagaram suborno – declarou.

Na última quarta (24), o ex-juiz havia divulgado uma nota sobre a decisão do STF, ocorrida na véspera, e disse que tinha “absoluta tranquilidade” sobre as decisões. Neste domingo, embora não tenho citado especificamente a decisão do STF sobre sua conduta, Moro chamou de “muito ruim” a decisão que retirou de Curitiba a competência para julgar Lula.

– Sempre tratei o STF com o máximo respeito, mas a decisão de revisão da jurisprudência das execuções da primeira instância foi uma decisão errada, uma decisão infeliz – apontou.

Segundo Moro, a Lava Jato mostrou que não estamos fadados ao fracasso no combate à corrupção. Ele afirmou ainda que a luta contra corrupção é resultado de avanços, inclusive do próprio STF no julgamento do mensalão. Mas “tem sofrido agora esse retrocesso”.

– Temos que nos perguntar hoje onde estão os bons exemplos. O que foi feito em matéria de combate à corrupção como bons exemplos, considerando os últimos acontecimentos? Que tipo de mensagem estamos passando para dentro e fora do país? – completou.

Fonte: Pleno News

Publicações relacionadas