Tá procurando o quê?
Onde?

Medicina Esportiva

 Medicina Esportiva

Natural de Ipatinga, e apaixonado pelo futebol, o profissional endocrinologista, Breno Godinho, se divide entre o consultório e o time de futebol profissional do Ipatinga FC. “Uma grande maioria dos brasileiros já nasce com o sonho de ser jogador, mas apenas uma pequena parcela consegue atingir esse sonho. Mas o futebol não se limita apenas dentro das quatro linhas, e hoje me sinto realizado por vivenciar esse mundo e, através do meu trabalho, contribuir para que o sonho de outros atletas se tornem realidade”.

O médico do esporte tem função fundamental em uma equipe de ponta, trabalhando a parte de prevenção de lesão (investigação laboratorial e por termografia) auxílio na regeneração das condições musculares e potencialização da performance dos atletas.

A realização de atividade física é a base do meu trabalho, sendo essa prescrita a todos os pacientes, buscando sempre uma melhoria na qualidade de vida. Além de prevenção para doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes, a atividade física tem a capacidade de regular a liberação de inúmeros neurotransmissores que auxiliam na regulação do humor, trazendo sensação de bem-estar e reduzindo os riscos de desenvolvimento de transtornos mentais como ansiedade e depressão.

A prevenção de doenças é o grande foco da medicina esportiva, seja ela metabólica, muscular ou osteoarticular. “Um atleta bem preparado, com alimentação balanceada e uma suplementação individualizada, terá muito menos probabilidade de lesão durante seu treino”.

E para tal, hoje contamos com um suporte importantíssimo que é a avaliação por meio da termografia que com imagens infravermelho conseguimos capitar pontos com maior possibilidade de ocorrência de lesão, com maior processo inflamatório local, mas também é analisado juntamente dosagens de CK e Lactato, além da queixa desse atleta.

A medicina do esporte não é voltada apenas para atletas profissionais, mas para toda e qualquer pessoa que deseja iniciar ou deseja potencializar seus resultados em alguma atividade física que seja regular.

“Hoje no meu consultório, recebo muitas pessoas praticantes de corrida de rua, bike, jiu-jitsu e também de musculação, sendo cada um com necessidades diferentes e queixas específicas do esporte”.

Além disso o emagrecimento em geral também necessita desse suporte, uma vez que a manutenção de todo o processo de perca de peso ocorre com o aumento de déficit calórico em relação a ingestão alimentar associada.

Atualmente, a Medicina Esportiva é referência mundial devido ao apoio da Federação Internacional de Medicina do Esporte (FIMS). No Brasil, o órgão que promove a Medicina Esportiva é a Sociedade Brasileira do Exercício e do Esporte, criado em 1962, que propõe ao especialista esportivo, atuar em clubes de futebol, associações atléticas, confederações desportivas, mas também em hospitais e clínicas, bem como fazer o atendimento em consultório particular.

Publicações relacionadas