Tá procurando o quê?
Onde?

Chega de calvície: transplante capilar faz sucesso entre os homens

 Chega de calvície: transplante capilar faz sucesso entre os homens

Vaidade não é só questão feminina. Os homens também podem e devem buscar tratamentos estéticos quando não estão satisfeitos com sua aparência. E ficar careca é um dos mais temidos medos da ala masculina, porém, com o avanço da tecnologia e a criação de novas técnicas, já se pode melhorar a autoestima daqueles que estão vendo seus fios de cabelo indo literalmente embora.

A Clínica Inovare, referência em transplante capilar no Vale do Aço, trata desses casos com qualidade, eficiência e resultados surpreendentes. De acordo com a dermatologista Emanuela Morello Milbratz, a técnica utilizada na clínica é a FUE, Follicular Unit Extraction: “Nós fazemos a retirada fio a fio da região doadora e implantamos fio a fio na região receptora, ou seja, a região calva”.

A dermatologista explica que, antigamente, uma faixa do couro cabeludo era retirada para a colheita de fios. A técnica FUE, além de mais prática, também traz maiores benefícios ao paciente, e o resultado é mais natural. Em cada sessão, são retiradas cerca de cinco mil unidades foliculares, que podem vir com dois ou até seis bulbos capilares. Multiplicando por três, em média, são retirados aproximadamente 15 mil fios.

Como os fios possuem as mesmas características da região da nuca do paciente, a especialista garante que eles não caem. Além da cabeça, o tratamento também é indicado para barba e sobrancelhas. Sobre a área doadora, aquela de onde os fios são retirados, Emanuela afirma que não há perda de densidade com essa técnica: “A área doadora, na parte posterior da cabeça, possui cerca de 150 mil fios. Em uma grande sessão, retiramos 15 mil, ou seja, 10% dos fios. Além disso, a angulação quase reta dos fios nessa área deixa imperceptível a retirada dos fios”.

O procedimento não deixa cicatrizes lineares e é quase indolor. O resultado é obtido em um ano após o procedimento, com acompanhamento médico feito pela clínica também com um ano de duração. A Dra. Emanuella afirma que, o tratamento não exclui o uso de medicamentos, principalmente por ajudar a manter o ciclo de nascimento e crescimento dos fios pré-existentes no paciente.

Publicações relacionadas