Tá procurando o quê?
Onde?

Santana do Paraíso busca recursos junto ao governo de Minas

 Santana do Paraíso busca recursos junto ao governo de Minas

Neilando Pimenta, Bruno Morato, Oliveirinha e Romeu Zema, em Belo Horizonte

O prefeito de Santana do Paraíso, Bruno Morato, o vice, Oliveirinha, e o deputado estadual Neilando Pimenta se reuniram com o governador Romeu Zema, na capital, nessa terça-feira (23/02), com o objetivo de buscar investimentos que irão beneficiar tanto o município como a região do Vale do Aço.

“Nossa pauta foi um projeto regional, que atende às 17 cidades da região, que inclui a ampliação do terminal do Aeroporto Regional do Vale do Aço. Contamos com a equipe do governador para levar esse projeto adiante. Outra pauta que tratamos com o governador foi a ligação asfáltica entre a MG-232 e a BR-381, conhecida popularmente como Estrada da Coruja. Em relação a esta demanda, o governo de Minas ainda vai nos dar um posicionamento. E, no final, pedi para que nosso município seja incluído no Programa Minas Mais Resiliente, que equipa a Defesa Civil. Isso será fundamental, porque, muito embora nossa cidade tenha áreas de risco, de alagamento e de desmoronamento, nossa gestão recebeu a cidade sem um equipamento sequer na Defesa Civil, que está totalmente desestruturada. Nós vamos procurar reverter isso. Até porque, neste momento de dificuldade, de fortes chuvas, nós precisamos de uma Defesa Civil atuante”, ressalta Bruno Morato.

O prefeito também faz uma recomendação aos munícipes de Santana do Paraíso, para que a cidade possa receber mais investimentos e mais doses da vacina contra a Covid-19.

“O governador nos informou que nos dois primeiros meses o Brasil comprou 18 milhões de doses, mas que, em março, o país vai adquirir 45 milhões de doses. Então nós vamos conseguir ampliar a vacinação para a população. Lembro que os critérios de distribuição são definidos pelo Ministério da Saúde, porque só ele é que adquire as vacinas. Por isso mesmo, é muito importante que a nossa população tenha vínculo com o município, porque muitas vezes o cidadão mora em Santana do Paraíso, mas ele vota fora, emplaca o carro fora e utiliza os serviços de saúde fora de Santana do Paraíso. E para as estatísticas oficiais, esta pessoa não mora no nosso município. Devido a esse motivo, a cidade pode ser prejudicada em relação à quantidade de doses de vacina que recebemos. Então eu peço que o cidadão crie, de fato, vínculo com Santana do Paraíso, para que a gente possa receber não só mais doses de vacina como também mais recursos para investimentos na cidade”, pontua Bruno Morato.

 

 

Publicações relacionadas