Tá procurando o quê?
Onde?

Pessoas que se arrependeram de participar de programas de TV

 Pessoas que se arrependeram de participar de programas de TV

Nancy Lima, a Vovó do Fusca, se arrependeu da reforma do carro Foto: Reprodução

Durante muitos anos, os programas de TV foram, e ainda são, símbolos de esperança para muita gente que precisa de algum tipo de ajuda. Por vezes, a TV já prometeu cuidar da beleza, da saúde, de carros e até do casamento das pessoas que topassem participar da exibição.

Infelizmente, na vida, nem tudo são flores e, existiram vezes em que a ajuda da TV acabou atrapalhando mais do que ajudando. Confira 5 pessoas que se arrependeram de participar de programas da TV.

JANTAR NÃO ROMÂNTICO
No programa Mais Você, um casal participou de um quadro especial do Dia dos Namorados. Pedro, junto com a produção do programa, preparou um jantar romântico surpresa para sua namorada, Nicole.

Ela, entretanto, parece não ter gostado de ter deixado de descansar e acabar acumulando trabalho para o final de semana. Em um momento do vídeo, Nicole diz que só topou por consideração, senão iria ficar muito feio para ele.

QUERO OUTRO BOLO
No programa Fábrica de Casamentos, do SBT, a Chef Confeiteira Beca Milano preparou um bolo inspirado na cultura libanesa. Ao apresentar o rascunho para a mãe do noivo, entretanto, a reação de dona Eva foi inesperada.

Ela não apenas disse que não gostou do bolo, como também começou a desenhar por cima do rascunho da renomada chef, afirmando que queria luzes no bolo.

“CABELO HORRÍVEL”
Quando Tulla Luana participou do programa Esquadrão da Moda, teve seu corte e cor de cabelo completamente mudados. Ao ver o resultado, Tulla tentou disfarçar que não havia gostado do corte. Mas nos bastidores chorou e chegou a dizer que nem sabia se queria que o programa fosse para o ar com “esse cabelo horroroso.”

VOVÓ DO FUSCA
Após escrever para o programa do Gugu pedindo a reforma de seu fusca, a artesã Nancy Lima recebeu do programa o seu carro aparentemente impecável. Entretanto, observando melhor, Nancy identificou que o carro estava com a porta torta, sem buzina, sem alarme e com peças mal colocadas. Em 2019, o caso foi levado à justiça.

Fonte: Pleno News

Publicações relacionadas