Tá procurando o quê?
Onde?

Dedé consegue liberação do Cruzeiro na Justiça do Trabalho

 Dedé consegue liberação do Cruzeiro na Justiça do Trabalho

O zagueiro Dedé obteve, por meio de liminar, a rescisão do contrato de trabalho com o Cruzeiro. Depois de ter o pedido inicial negado, o jogador conseguiu, através de decisão judicial, a liberação do vínculo com a Raposa e está livre para acertar com qualquer clube.

O juiz Fábio Gonzaga de Carvalho, da 48ª Vara do Trabalho, deferiu pela rescisão do contrato de trabalho do jogador com o clube. A decisão foi tomada pelo fato de o clube não ter apresentado negativa às reclamações de Dedé por conta do repasse do FGTS pelo Cruzeiro.

No processo, o jogador alega que está com dez meses de salário em atraso, além de seis meses sem receber de salários fixos na carteira e mais quatro meses sem receber o depósito do FGTS. E o primeiro pedido de rescisão contratual na Justiça, no dia 4 de janeiro, foi indeferido.

Na segunda tentativa, o jogador teve mais um pedido indeferido, na decisão no dia 29 de janeiro. Dedé ainda foi condenado a pagar as custas da ação, estimadas em R$ 277.813,33. A decisão foi muito por conta da defesa do jogador ter alegado condições análogas à escravidão no período em que defendeu a Raposa.

As duas partes ainda irão se reunir judicialmente para chegar à um consenso sobre os pedidos reclamados pelo atleta. O contrato de Dedé com o Cruzeiro iria até o final deste ano.

Fonte: O Tempo

Publicações relacionadas