Tá procurando o quê?
Onde?

Chuva: Timóteo decreta situação de emergência

 Chuva: Timóteo decreta situação de emergência

O longo trecho danificado da Avenida Universal sobre o Córrego Timotinho preocupa a prefeitura, que decretou situação de emergência no município por causa das fortes chuvas (foto: Divulgação/PMT)

Com as fortes chuvas dessa segunda-feira (15/2) no Vale do Aço, a situação da Avenida Universal, no Bairro Novo Tempo, em Timóteo, se complicou ainda mais. A pista, que já havia cedido no trecho sobre o Córrego Timotinho, dias atrás, despencou de vez.

A Defesa Civil alerta ainda que um trecho de cerca de 300 metros da avenida está totalmente interditado, pois existe o risco de mais desabamentos.

Com o agravamento da situação, a Prefeitura de Timóteo publicou o Decreto 5.401 declarando situação de emergência em virtude das chuvas intensas, enxurradas, deslizamentos de terra e colapso de  edificações.

O documento menciona os “eventos adversos ocorridos em 7 de fevereiro até a presente data, com a forte incidência nas bacias de contribuição dos córregos e cursos d’água no município o que vem ocasionando desastres súbitos e graduais causando colapso de vias e sistemas de drenagens, deslizamentos de encostas em diversos pontos da cidade”.

A prefeitura reforça que os danos materiais “são visíveis e vultosos e afetam a vida de milhares de pessoas”. O artigo 2º autoriza a mobilização de todos os órgãos municipais para atuar sob a coordenação da Defesa Civil nas ações de respostas aos desastres.

Com base nos incisos XI e XXV da Constituição Federal, o artigo 3º do decreto municipal autoriza o pessoal da Defesa Civil a entrar em casas e demais imóveis particulares para prestar socorro ou determinar a evacuação, bem como usar de propriedade particular, no caso de iminente perigo público, assegurando ao proprietário indenização posterior.

Todos os procedimentos estão sendo adotados no local e  a Defesa Civil está mobilizada em conjunto com o Departamento de Engenharia para municiar o sistema integrado de informações de desastres do governo federal como forma de agilizar as intervenções nesses locais.

Volume de chuvas

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), entre 5 e 8 deste mês, o índice de precipitação acumulado em Timóteo foi de 150mm. Já o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais identificou uma precipitação de até 79mm em 24 horas.
As áreas de risco identificadas com deslizamentos e risco muito alto estão no Distrito de Cachoeira do Vale e  nos Bairros Funcionários, Petrópolis, Alvorada, Olaria 2, Ana Moura, Primavera, Ana Moura (Novo Tempo incluído) e Bela Vista.

Publicações relacionadas